Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Crônicas

Deu no ET há 50 anos...

Edição nº 1667 - 22 de Março de 2019

Plano muda prostituição para longe

Uma firma quer vender ao Estado da Guanabara seus terrenos na av. Brasil, próximos ao Mercado de São Sebastião, onde serão construídas casas para abrigar as prostitutas do Mangue, no Rio de Janeiro. O general Luiz de França Oliveira informou que é irremediável a saída das 1.200 mulheres que ainda vivem no Mangue, onde serão construídos apartamentos para funcionários. (Fonte: Jornal do Brasil,11.4.1969)

Por que a Igreja oficial se nega a discutir a sexualidade e a lei do celibato?

Edição nº 1666 - 15 de Março de 2019

É inegável a coragem  do Papa Francisco  ao enfrentar abertamente a questão da pedofilia dentro da Igreja. Fez entregar à justiça civil os pedófilos desde padres, religiosos até Cardeais para serem julgados e punidos. No Encontro em Roma, em fins de fevereiro de 2019, para a Proteção dos Menores, o Papa impôs oito determinações entre as quais a “pedofilia zero” e “a proteção das crianças abusadas”

Fraternidade e políticas públicas

Edição nº 1665 - 8 de Março de 2019

Como já é tradição, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) abriu oficialmente nesta quarta-feira de Cinzas 6, a Campanha da Fraternidade (CF). Neste ano de 2019 o tema é, “Fraternidade e Políticas Públicas”, e o lema, “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).

 

Igreja quer estimular a participação em políticas públicas

 

Carnaval: celebrar a alegria de viver

Edição nº 1664 - 1 de Março de 2019

Depois de tanta notícia ruim que graça o país e o Estado, aos poucos, a cidade vai retomando o ritmo frenético do carnaval que chegou em dias idos a trazer à cidade 7 mil turistas. Exagero ou não, não, é fake News (que um amigo, teima em dizer 'fuck you', sem precisar justificar) mas, em bom português, não é falso dizer que Sacramento já realizou os melhores carnavais da região com até cinco escolas de samba desfilando na avenida. 

Mas os tempos são de vacas magras. 

A atual crise politico-social demanda profetas

Edição nº 1663 - 22 de Fevereiro de 2019

O profetismo é um fenômeno não somente bíblico. É atestado em outras religiões como no Egito, na Mesopotâmia, em Mari e em Canaã, em todos os tempos, também nos nossos. Há vários tipos de profetas (comunidades proféticas, visionários, profetas do culto, da corte etc) que não cabe aqui analisar. Clássicos são os profetas do Primeiro Testamento (dizia-se antes Antigo Testamento) que se mostravam sensíveis às questões sociais como Oséias, Amós, Miquéias, Jeremias e Isaías.

O luto parece não ter fim

Edição nº 1662 - 15 de Fevereiro de 2019

O Brasil parece tomado por um luto que nunca termina. As pessoas andam acabrunhadas por causa do desemprego e pelas reformas conservadoras que o novo governo pretende introduzir, tirando direitos dos trabalhadores e atacando diretamente várias políticas sociais que beneficiavam os mais destituídos. Estudantes universitários que viviam com bolsas do governo tiveram que interromper seus estudos. Reformas na educação nos remetem à fase anterior ao Iluminismo, em alguns pontos, à Idade Média. Uma sombra escura pesa sobre o rosto de milhões de compatriotas.

No Brasil abriram-se janelas do inferno

Edição nº 1661 - 8 de Fevereiro de 2019

    Há uma constatação inegável no Brasil: em muitos setores se nota a irrupção  do ódio, da ofensa, dos palavrões de todo tipo, da distorção, do preconceito e de milhares e milhares de fake news que, em grande parte, deram a vitória ao atual presidente. Há ainda youtubers que falseiam a realidade, misturando palavrões com zombarias e reles moralismo, sujeitos a um processo judicial.

Como cuidar de nossa Casa Comum

Edição nº 1660 - 01 de Fevereiro 2019

Hoje para cuidar da Terra como nos sugeriu detalhadamente o Papa Francisco em sua encíclica, “Cuidado da Casa Comum”, exige-se “uma conversão ecológica global”, “mudanças profundas nos estilos de vida, nos modelos de produção e de consumo, nas estruturas consolidadas de poder” (n.5). Esse propósito jamais será alcançado senão amarmos efetivamente a Terra como nossa Mãe e soubermos renunciar e até sofrer para garantir sua vitalidade para nós e para toda a comunidade de vida (n.223). A Mãe Terra é a base que tudo sustenta e alimenta. Nós não podemos viver sem ela.

A discriminação dos afrodescentes continua

Edição nº 1659 - 25 de Janeiro de 2019

         Uma consequência da campanha eleitoral de 2018, anti-democrática e marcada por um sem número de fake news (falsas notícias), foi o fortalecimento do já existente racismo contra indígenas, quilombolas e particularmente contra negros e negras. Segundo o último censo, 55,4% se declaram pardos ou negros. Quer dizer, depois de Kênia somos a maior nação negra do mundo. A maioria tem em seu sangue a herança africana. Aliás, todos, brancos, negros e amarelos e outros somos africanos.

O misterioso destino de cada um

Edição nº 1658 - 18 de Janeiro de 2019

Cada um de nós tem a idade do universo que é de 13,7 bilhões de anos. Todos estávamos virtualmente juntos naquele pontozinho, menor que a cabeça de um alfinete, mas repleto de energia e de matéria. Ocorreu a grande explosão e gerou as enormes estrelas vermelhas dentro das quais se formaram todos os elementos físico-químicos que compõem todos os seres do universo e também o nosso. Somos filhos e filhas das estrelas e do pó cósmico. Somos também a porção da Terra viva que chegou a sentir, a pensar, a amar e a venerar. Por nós a Terra e o universo sentem que formam um grande Todo.