Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Crônicas

Ecologia em fragmentos: as partes no Todo

Edição nº 1675 - 17 de Maio de 2019

1. A irracionalidade de nosso estilo de viver

O modelo de sociedade e o sentido de vida que os seres humanos projetaram para si, pelo menos nos últimos 400 anos, estão em crise.

Esse modelo nos fazia acreditar que o importante é acumular grande número de meios de vida, de riqueza material, de bens e serviços a fim de poder desfrutar a curta passagem por este planeta. Para realizar esse propósito nos ajudam a ciência que conhece os mecanismos da natureza e a técnica que faz intervenções nela para benefício humano. E procurou-se fazer isso com a máxima velocidade possível.

PEC 06/2019: Reforma da Presidência

Edição nº 1674 - 10 de Maio de 2019

“O Senhor ilumina os cegos, o Senhor levanta os abatidos,o Senhor ama os justos. O Senhor cuida dos migrantes, sustenta o órfão e a viúva, confunde o caminho dos ímpios” (Salmos, 146 8-9) 

 

A iníqua proposta de reforma da Previdência feita pelo Governo Federal, em tramitação na Câmara dos Deputados, é contra os interesses dos segurados e benéfica para empresas e para o sistema financeiro.  

Feliz Dia das Mães

Edição nº 1674 - 10 de Maio de 2019

Feliz Dia das Mães...

Às mães que fazem de sua 

maternidade uma explosão de alegria

e compartilham na carne sua

 descendência em Deus.

Mas feliz Dia das Mães, 

às mães que pariram sem querer, 

levando a dor como peso eterno.

Das mesmas puras entranhas, filhos 

nascem sedentos de vida.

 

Feliz Dia das Mães...

Às mães roceiras que nos recônditos 

de seus quartos despejam filhos

nas mãos de parteiras.

Mas Feliz Dia das Mães,

“A Imitação de Cristo”: depois da Bíblia o mais lido

Edição nº 1673 - 03 de Maio de 2019

Ao completar mais de 50 anos de labor teológico, pus-me um desafio: retraduzir a “Imitação de Cristo” do latim medieval, arredondar o estilo no sentido de superar o tradicional dualismo da visão clássica e, por fim, acrescentar-lhe mais uma parte escrita dentro da moderna cosmologia que procura articular e incluir todas as dimensões, mais adequada ao espírito contemporâneo. Foi uma diligência minuciosa que me custou dois anos de trabalho. Seria o meu canto de cisne da teologia mais sistemática, o meu “nunc dimitis, Domine” bíblico (“agora posso partir, Senhor”).

Amor em tempos de ira e de ódio

Edição nº 1672 - 26 de Abril de 2019

Vivemos no Brasil bolsonariano e no mundo afora tempos de ira e de ódio, fruto do fundamentalismo e da intolerância como se viu em Siri Lanka onde centenas de cristãos foram assassinados no momento em que celebravam a vitória do amor sobre  morte na festa de ressurreição.

Este cenário macabro nos faz renovar a esperança de que, apesar de tudo, o amor é mais forte do que a morte.

A alma brasileira está doente

Edição nº 1670 - 12 de Abril de 2019

Tudo que é sadio pode ficar doente. A doença sempre remete à saúde. Esta é a referência maior e funda a dimensão essencial da vida em sua  normalidade.

As dilacerações sociais, as ondas de ódio, ofensas, insultos, palavras de baixo calão que estão dominando nas mídias sociais ou digitais e mesmo nos discursos públicos, revelam que a alma brasileira está enferma.

Padre Prata, jovem aos 96

Edição nº 1670 - 12 de Abril de 2019

Escrever ou falar sobre a partida de um amigo é, para mim, uma das missões mais difíceis. Só aceito porque não sou de fugir à responsabilidade e apresento-me para tal, mesmo com o coração partido.

Nordestinação da violência no Brasil?

Edição nº 1669 - 05 de Abril de 2019

É por todos conhecida a violência ocorrida em Natal (RN) em 2018 e, principalmente, no Ceará, em 2019, onde pelo menos 50 dos 184 municípios foram vítimas de grande violência nas cidades e também dentro das unidades prisionais. Fortaleza é a sétima cidade mais violenta do mundo, com o maior índice de homicídios de adolescentes do país.

A escassez de água no Brasil e sua distribuição no mundo

Edição nº 1668 - 29 de Março de 2019

A  atual situação de grave escassez de água potável, afetando boa parte do Sudeste brasileiro onde se situam as grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, nos obriga, como nunca antes, a repensar a questão da água e a desenvolver uma cultura do cuidado, acolitado por seus famosos erres (r): reduzir, reusar, reciclar, respeitar e reflorestar.

A era das grandes transformações

Edição nº 1667 - 22 de Março de 2019

Vivemos na era das Grandes Transformações. Entre tantas, destaco apenas duas: a primeira no campo da economia e a segunda no campo da consciência.

A primeira na economia: começou partir dos 1834 quando se consolidou a revolução industrial na Inglaterra. Consiste na passagem de uma economia de mercado para uma sociedade de mercado. Mercado sempre existiu na história da humanidade, mas nunca uma sociedade só de mercado. Quer dizer, a economia é o que conta, o resto deve servir a ela.