Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1783- 18 de junho de 2021

O povo quer saber

Perguntar não ofende!

Edição nº 1720 - 27 de Março de 2020

Por que tem gente que teima ainda em acreditar que o Coronavírus é apenas uma 'gripizinha'?

Perguntar não ofende!

Edição nº 1719 - 20 de Março de 2020

Invertemos hoje nossa pergunta por uma súplica: Que Deus nos dê coragem e força para suportar e lutar contra essa terrível doença!

Perguntar não ofende!

Edição nº 1718 - 13 de Março de 2020

As regiões do Triângulo e Alto Paranaíba estão preparadas para enfrentar casos positivos do coronavírus?

Perguntar não ofende!

Edição nº 1717 - 06 de Março de 2020

 

Se o governo mineiro dá um aumento de 41% aos policiais, por que não dá o mesmo para a Educação e demais servidores? E a isonomia?

O povo quer saber...

Edição nº 1716 - 28 de Fevereiro de 2020

Se o Brasil precisa de paz e responsabilidade para progredir, não somos nós, autoridades, que temos de dar o exemplo de respeito às instituições e à ordem constitucional?

(Do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia)

O povo quer saber...

Edição nº 1715 - 21 de Fevereiro de 2020

“Quando um general da reserva (ministro Augusto Heleno) bate na mesa diante do presidente da República, afirmando: “Nós não podemos aceitar esses caras (Congresso Nacional) chantagearem a gente o tempo todo. Foda-se!”, a 'coisa' está ficando feia?

Perguntar não ofende!

Edição nº 1714 - 14 de Fevereiro de 2020

Se o ministro Guedes aponta os 'pobres com fome' os autores do desmatamento da selva amazônica, e como eles não têm máquinas, eles fazem a destruição nos dentes? (M. Ferreira Lima, internet)

O povo quer saber...

Edição nº 1713 - 7 de Fevereiro de 2020

 

Por que no Brasil o consumo responde por metade (1/2) da arrecadação, enquanto nas nações mais desenvolvidas por um terço (1/3)?

O povo quer saber...

Edição nº 1712 - 31 de Janeiro de 2020

Por que os ricos não entendem que concentração de renda na mão de poucos, significa, em primeiro lugar, diminuição do número de consumidores?”

(Do Prof. Paulo Feldman, professor da USP)

O povo quer saber...

Edição nº 1711 - 24 de Janeiro de 2020

 Se o relatório da auditoria feita no BNDES revela a integridade da instituição, tornando evidente que as acusações, as suspeitas que justificaram, entre aspas, várias ações contra as pessoas, conduções coercitivas, processos, denúncias, careceram de fundamento objetivo; mostrando também como a presunção de culpa sem evidências é um processo atentatório aos direitos fundamentais do cidadão... os autores vão agora se retratar, pedir desculpas e ressarcir os prejuízos às vítimas inocentes?

(Do ex-presidente do BNDES, Luciano Coutinho, em entrevista à Folha de S. Paulo).