Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Pe Gil deixa Sacramento depois de dois anos e meio

Edição nº 1524 - 01 de Julho de 2016

Uma missa em ação de graças na noite dessa quarta-feira (29), na Matriz Basílica do Ssmo. Sacramento Apresentado pelo Patrocínio de Maria, marcou a despedida de padre Gil Eduardo Araújo, depois de dois anos e quatro meses de trabalho como vigário paroquial, atendendo,  sobretudo,  nas comunidades rurais da área de abrangência da Basílica e da Paróquia de Nossa Senhora do Desterro,  no Desemboque.
Padre Gil presidiu a missa concelebrada pelo pároco padre Sérgio Márcio de Oliveira e padre Paulo, substituto de padre  Antonio Carlos Santos,  pároco de Nossa Senhora D´Abadia, que se encontra em férias. A celebração contou com a presença dos movimentos e pastorais,  religiosas e paroquianos.

 

Pároco agradece a presença viva de padre Gil

O pároco, Pe. Sérgio Márcio, que proferiu a homilia do Evangelho de Mateus ((Mt 8,28-34)), no final deixou a sua mensagem de agradecimento.
“Há uma bela página do livro do Eclesiástes, que diz que há tempo para tudo neste mundo. “Tempo  de nascer e tempo de morrer; tempo de falar, e tempo de calar; tempo de chegar e tempo de partir...”. Chegou o tempo, padre Gil, de seu partir. Mas o partir, como quase todas as coisas  desse mundo, tem dois lados: o partir,  naturalmente, porque chegou esse tempo, levando consigo a consciência do dever cumprido, levando o carinho de uma comunidade e, o partir sob salva de palmas ás vezes com sentimento de vaidade. Tenho a plena  convicção de que o primeiro lado é o da sua partida, com altivez, tranqüilidade e com a consciência leve do dever cumprido. O mesmo Senhor que aqui o trouxe, o leva para outras paragens, porque partir, não significa encerrar a missão, mas continuá-la com ânimo renovado. E aqui está a grandeza da vida: onde quer que estivermos, sermos capazes de marcar a nossa presença. Hoje, a nossa paróquia manifesta uma aprofunda gratidão por todo Evangelho anunciado neste tempo em que por aqui ficou. E não necessitamos  jogar confetes, mas o  dom da palavra, da oratória e da cultura que fazem parte de sua pessoa e, com o senhor crescemos espiritualmente no conhecimento de Deus, na prática do bem e do amor fraterno. Na sua bagagem vai um pedacinho de cada um de nós, através de uma grande oração de ação de graças pela sua pessoa, sua vida e seu sacerdócio. (...)”.
Também dos  paroquianos a mensagem de agradecimento. “(...) A amizade, o carinho e os laços afetivos conquistados, jamais serão desfeitos, pois não importa se estaremos distantes, estaremos sempre em orações. Nós paroquianos rogamos a Deus muitas bênçãos e proteção, para que o senhor continue exercendo o seu ministério com amor e sabedoria, deixando muita riqueza espiritual, por onde passar, como deixa em nós. (...)”

 

“Saibam que aqui fui muito feliz e agradeço a todos, indistintamente”

Padre Gil, com a simpatia e alegria que lhe são peculiares, despediu-se da paróquia, falando do carinho que levará para sempre. “Agora se finda este tempo da graça e da bênção  de Deus em  minha vida aqui em Sacramento por dois anos, quatro meses e onze dias, tempo em que pude fazer a experiência do amor de Deus junto a vocês. Saibam que aqui fui muito feliz e agradeço a todos, indistintamente. Ainda que eu não queira citar nomes, não posso deixar de fazer quatro vênias: Primeira, ao pároco padre Sérgio, meu conterrâneo, catequista e amigo que me acolheu em sua paróquia. Ao senhor padre Sérgio, minha gratidão, e digo, cheguei aqui um padre de calças curtas e hoje me encontro bem mais experimentado no sacerdócio. A segunda vênia é para as irmãs religiosas consagradas. Vocês foram para mim a presença do suave perfume de Cristo. Obrigado pelo carinho e sentirei saudades de nossas boas risadas. Minha terceira vênia é para os leigos e leigas, sentido de nossa consagração a Deus, porque ninguém é padre para si mesmo. somos consagrados a Deus para o serviço do povo de Deus. Vocês foram  generosos comigo, respeitando minhas limitações e fraquezas e peço perdão àqueles que por ventura magoei. Deus sabe que nunca tive a intenção de desfazer ou espezinhar ninguém, mas às vezes é preciso puxar a orelha. E, a quarta vênia é para o povo das comunidades rurais. Sentirei muitas saudades, não só do frango caipira na panela, mas da alegria de rezarmos a Santa Missa, as festas, na simplicidade, que lhe é peculiar. A todos vocês, meu carinho e gratidão”. 
Padre Gil encerrou a sua mensagem pedindo bênçãos e a proteção da padroeira da cidade. “Que o Espírito Santo continue a nos inflamar de amor pela nossa Igreja e que nossa mãe, Nossa Senhora do Patrocínio do Santíssimo Sacramento, nos cubra e aqueça com o proteção de seu manto sagrado, não nos esquecendo de que somos em letras garrafais SACRAMENTO, sinal do amor de Deus por nós. Rezem por mim e eu rezarei por vocês”.

 

Recordação da vida

Padre Gil, filho de Gil Araújo e de Ilza Maria Aparecida Araujo, nasceu em Araxá, em 10/11/1980. Estudou nos seminários de Uberlândia e Belo Horizonte  e foi ordenado sacerdote na Catedral de Santa Terezinha, em Uberlândia, no dia 9/12/2006. Nestes quase dez anos de vida sacerdotal, Pe. Gil trabalhou em Uberlândia, nas paróquias de Nossa Senhora D´ Abadia, Santa Mônica e São José e no Santuário Nossa Senhora Aparecida e, em Belo Horizonte, na Paróquia São João Evangelista. Em 18/02/2014, chegou a Sacramento para trabalhar na Basílica em Sacramento, cedido da Diocese de Uberlândia para a Arquidiocese de Uberaba e agora retorna à diocese de origem.