Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

IV Festa da Divina Misericórdia

Edição nº 1460 - 10 Abril 2015

Coordenada pela comunidade Aliança da Misericórdia, a Paróquia de Na. de Na. Sra. da Abadia abriu neste domingo 5 ,com missa presidida pelo pároco, Pe. Eduardo Ferreira, a IV Festa da Divina Misericórdia, que tem como tema, “Meu Refúgio, minha fortaleza, meu Deus, eu confio em Ti” (Sl 91.2). 

Diariamente, exposição do Santíssimo com adoração durante as 24 horas do dia, o Terço da Misericórdia e   missas diárias à noite, presididas pelos padres  das paróquias da região: Pe. Alex (Uberaba), Pe. Dalmácio Garcia (Franca), Pe. Adailton (Delta), Pe. Vanderlei (Uberaba) e  Pe. Reginaldo Augusto (Ribeirão Preto). 

Neste sábado, a missa será presidida pelo padre Leandro Rasera, da comunidade Aliança da Misericórdia de São Paulo, que concelebra com padre Eduardo, a missa de encerramento no domingo 12. No domingo, as atividades iniciam às 8h da manhã, com momentos de louvor, orações, teatro e preparação para a missa. 

A Festa da Divina Misericórdia celebrada no segundo domingo da Páscoa, foi  instituída pelo Papa João Paulo II. A festa teve origem na Polônia, em Cracóvia, através das experiências místicas de Irmã Faustina Kowalska, e é hoje celebrada no mundo inteiro. O objetivo da festa  é celebrar a misericórdia de Deus na vida de cada fiel que deposita em Jesus sua confiança e esperança.

  A Divina Misericórdia é representada por um ícone, isto é, uma pintura, que apresenta Jesus depois da ressurreição.  De acordo  com as  freiras da congregação responsáveis pelo Santuário da Divina Misericórdia, em Cracóvia, para criar uma representação da Divina Misericórdia,  irmã Faustina  teria orientado a pintura do quadro que representava Jesus misericordioso. O renomado  pintor  realista polonês,  Eugeniusz Kazimirowski, foi convidado para pintar o quadro, em 1934. Depois de o quadro pintado, irmã Faustina  disse que por mais linda que fosse a arte, a pintura ainda não representava a beleza que ela tinha intuído e vivido. Abaixo do quadro, veio estão a grande expressão, verdadeira manifestação de fé: “Jesus, eu confio em vós!” (Jezu, ufam Tobie!).  Hoje, essa pintura se encontra espalhada em inúmeras paróquias e residências em todo o mundo.

A irmã Faustina consagrada na congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia, faleceu 14 anos após os votos e reconhecida como a “apóstola da Divina Misericórdia”,  foi beatificada em 18 de abril de 1993, poucos anos depois, o Papa João Paulo II,  na Basílica da Divina Misericórdia, em Cracóvia, declarou o segundo domingo da Páscoa como o dia do culto à Divina Misericórdia.

 A Festa da Divina Misericórdia chegou a Sacramento através de Adelmo Gobbo, que fazia parte de Alianças da Misericórdia no Estado de São Paulo. Assim que apresentou a sugestão de celebrar a festa na paróquia, encontrou total apoio do pároco padre Eduardo, a partir de então nasceu a Comunidade Aliança da Misericórdia de Sacramento.