Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Polícia em ação

Edição nº 1724 - 24 de Abril de 2020

Sacramentano morre deacidente próximo a Sete Voltas

Jaime Rosa da Silva 56 na noite do último sábado 18, por volta das 23h, vítima de acidente na rodovia MGC-464 (Estrada do Chapadão), ocorrido próximo ao povoado de Sete Voltas, distante da cidade cerca de 70 km.

 Os socorristas da ambulância da Santa Casa foram os primeiros a chegar ao local, mas nada puderam fazer. Assim que chegou, a Polícia Militar foi informada pelos profissionais da ambulância que, ao iniciar os procedimentos perceberam que a vítima já estava sem vida. O local do acidente foi isolado até a chegada do perito Gustavo Paulino Costa, de Araxá, que realizou os trabalhos de praxe e encaminhou o corpo ao IML de também de Araxá.  

Conforme o BO, o veículo Vectra havia capotado e se encontrava de rodas para cima e o condutor que estava sem o cinto de segurança, com o corpo parcialmente fora do veículo e com sangramento na face.  O veículo teve danos generalizados no teto, lateral esquerda, para-choque dianteiro e, segundo o perito, o veículo estava com o pneu traseiro esquerdo liso e com baixa pressão de ar. 

Jaime Rosa da Silva era sacramentano, filho de Narcy Rosa da Silva e Divino Severino da Silva. 

 

 

Caminhão perde freios e tomba na MGC-464

Um caminhão-trator Volvo NL10310 4x2 acoplado com um semirreboque Iderol Graneleiro tombou  no KM 290, da MGC-464 (Sacramento/Conquista/Delta), após perder o freio, por volta das 21h30, dessa quarta-feira 22, conforme o BO, ocupando toda a pista oposta. A carga de cerca de 26 mil kg de soja a granel ficou espalhada no asfalto, com perda de cerca de 50% de sua totalidade, conforme relato de ADN, responsável pelo recolhimento da carga. 

De acordo com o motorista JSF 36, ele seguia pela rodovia em sentido decrescente (cidade), quando percebeu a falta de freios e optou pelo tombamento e posterior capotamento do veículo para evitar um mal maior. 

O condutor J, que sofreu ferimentos leves, foi encaminhado ao pronto socorro, onde foi medicado e permaneceu em observação. 

O caminhão-trator não estava licenciado, sendo lavrado o auto de infração pertinente, porém por falta de um equipamento compatível para o destombamento, na cidade,  os veículos foram  liberados para o proprietário GVC, que se responsabilizou pela remoção e guarda. 

 

Segundo o BO, a pista, sentido crescente, permaneceu obstruída por cerca de 5h.