Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1783- 18 de junho de 2021

Zema imita Pimentel e retém repasse do ICMS das prefeituras

Edição nº 1657 - 11 de Janeiro de 2019

Imitando o ex-governador, Fernando Pimentel, que deixou o Executivo com uma dívida de R$ 12,3 bilhões para com as prefeituras, Romeu Zema   reteve R$ 170 milhões de repasses a municípios na primeira semana de gestão. A informação foi dada à imprensa, por Julvan Lacerda, presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM). "Ele reteve o valor total do ICMS na primeira semana, que é um valor considerável, e é na primeira semana do mês que vem o maior valor”, disse, destacando que   em contrapartida, o governo fez o repasse normal do Fundo de Educação Básica (Fundeb) e está fazendo a transferência do IPVA.  

Belo Horizonte foi a cidade que mais teve recursos do ICMS retidos na primeira semana, R$ 13,7 milhões a receber do governo. Betim, na região metropolitana, teve R$ 10,3 mi retidos. Araxá, cidade natal do governador, também não recebeu um montante estipulado em R$ 1,7 mi.

Por meio de nota, o governador  justificou que, “Diante da indisponibilidade de recursos em caixa e com dívidas bilionárias herdadas, a administração fazendária trabalha arduamente para equilibrar e equacionar os repasses e haver a regularização dos atrasos nos salários dos servidores estaduais. 

Um grupo de representantes dos municípios mineiros e do governo estadual discutirá também uma escala de pagamento para os R$ 12,3 bilhões devidos pelo Executivo às prefeituras. O dinheiro é referente a repasses de ICMS, IPVA, transporte escolar e Fundeb que não foram realizados no ano passado.