Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Polícia em Ação

Edição nº 1441 - 21 Novembro 2014

Delegado alerta sobre crime de anabolizantes

Notícia que repercutiu na semana passada, foi a prisão de RAOB, 23, e de LEOF, 27, presos em flagrante durante operação 'Transporte Seguro', na rodovia MG 190, vindos de Uberaba transportando cocaína, adquirida, segundo RA, na 'Praça do pó', naquela cidade. Já na cidade, durante buscas no quarto de RA, foram encontrados anabolizantes proibidos pela Anvisa. E, na  casa de LE foram  encontradas três  pipetas de cocaína. Os aparelhos celulares dos autores foram apreendidos. 

De acordo com o delegado Rafael Jorge (foto), os dois foram presos em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e venda de anabolizantes . “O crime de venda de anabolizantes é mais grave do que o de tráfico de drogas, cuja pena varia de 10 a 15 anos”, explicou o delegado, informando que os jovens vão aguardar o processo presos, porque o crime de anabolizantes é o mesmo crime de quem vende medicamentos falsos, abortivos. 

Um deles, RA, confessou no seu depoimento ao delegado Rafael que vende anabolizantes e drogas. “O outro não assumiu nada, mas os celulares dos dois estão sendo periciados, porque há muitas mensagens de pessoas comprando drogas e anabolizantes, o que comprova que eles realmente vendiam e aplicavam os medicamentos proibidos”, afirmou o delegado, ressaltando que o inquérito prossegue com oitiva das pessoas que ligaram para os dois autores. “Essas pessoas que compram droga podem ser enquadradas por crime de receptação”.

 Explicando, o delegado Rafael informa que que anabolizantes são medicamentos como outros, mas dependem de dupla receita. “Só o médico pode receitar, vender anabolizante sem ser na farmácia é crime  e crime bastante grave”, esclarece, revelando os meios de como conseguem as drogas. 

“- Ou eles buscam no Paraguai ou compram de alguém. O certo é que eles as conseguem de alguma forma ilícita e praticam o ilícito. E a quantidade de anabolizantes encontrada na casa caracteriza a comercialização, tanto é que ele confessou que comercializa anabolizantes e drogas também. O outro autor não assumiu nada, mas ao que tudo indica eles trabalhavam juntos. Estavam e sempre estiveram juntos,  eles têm um relacionamento muito estreito, inclusive, chamando um ao outro de irmão e, nos celulares dos dois há mensagens que comprometem os dois”.

 

Finalizando, Rafael Jorge alerta que anabolizante cria dependência, além dos problemas que podem causar à saúde de quem usa: câncer, embolia pulmonar e até a morte. E ainda segundo o delegado, a fiscalização em academias será intensificado. “Vamos intensificar a fiscalização nas academias, porque venda de anabolizantes é crime gravíssimo, não pode ser vendido em academias. A comercialização só pode ser feita em farmácia, mediante prescrição médica. Inclusive, se proprietários ou responsáveis por  academias desconfiarem ou souberem  de algo ilícito, devem denunciar, porque é um crime muito grave. A identidade de quem fizer a denúncia será mantida em sigilo”, esclarece.  

 

Paulinho do ônibus encontrado morto

O corpo de Paulo Augusto dos Santos, mais conhecido como Paulinho, motorista de ônibus da S. Geraldo, foi encontrado sem vida na tarde do dia 18, na sua casa, na rua Ataliba José da Cunha, no bairro Santo Antônio. 

 

Paulinho residia sozinho numa casa no fundo de uma  borracharia e o proprietário Marcos,  foi informado por um vizinho, que Paulo estava caído. Marcos foi à residência e deparou com Paulo caído na sala em decúbito dorsal, sem vida. Segundo o filho, Paulo Henrique, seu pai tinha problemas de saúde e que ao  procurar pela carteira do pai, não a encontrou. Segundo informações, mulheres usuárias de drogas sempre frequentavam a casa de Paulo. Nem o corpo nem o local apresentavam sinais de violência. O perito do IML, Leandro e o investigador Hudson compareceram para  os trabalhos de praxe e liberaram o corpo  aos familiares. 

 

Suposto comprador pede para testar veículo e desaparece com o carro

Desta vez a vítima foi  Anésio Amâncio de Melo, que no dia 13, procurou a polícia, relatando que anunciou a venda de um veículo VW/Gol CL, cor cinza, placas GOI-3034/Araxá e que no dia 27/10 foi procurado por  Reinaldo Alves da Silva para negociar a compra do veículo. Segundo Anésio, Reinaldo pediu para fazer um test driver para verificar as condições do veículo e não mais retornou. Anésio diz que tentou entrar em contato com Reinaldo pelo telefone que ele deixara, mas quem atendeu a chamado foi um indivíduo no município de Monte Carmelo/MG, dizendo nunca ter conhecido alguém com o nome de Reinaldo Alves da Silva. 

 

Assalto e tráfico de drogas

Dois autores, um moreno, estatura mediana e forte e outro conhecido por HCL, que  estava armado com um revolver cromado, assaltaram um grupo de funcionárias da empresa COK PIT, na praça do Perpétuo Socorro, quando estavam assentadas na calçada, durante o horário de almoço, por volta das 12 h do último dia 17.

Segundo as vítimas, momento em que elas  entregaram os celulares e saíram correndo para o interior da empresa, foram seguidas pelos dois e outros quatro autores que apareceram no local, ameaçando atirar. Elas entraram e os autores seguiram correndo em direção ao Jardim Primavera levando seis celulares. 

 

A PM saiu em rastreamento e localizou um menor,  G,  de  16 anos, que possuía as características e roupas semelhantes ás informados pelas vítimas do roubo. De acordo com o BO, o menor é conhecido no meio policial pela prática de tráfico de drogas. Na casa do menor, com a autorização da mãe, a PM encontrou no seu  guarda roupas, 46 pedras de crack, embaladas separadamente em plástico transparente e prontas para o comércio e uma pedra de tamanho maior, ainda por ser fracionada. Não ficou constatado o  envolvimento do menor no roubo. O menor foi apreendido e conduzido à delegacia juntamente com material apreendido. 

 

Preso em Uberaba suspeito de participar de facção criminosa de SP 

WRCS, 27, suspeito de integrar o PCC – Primeiro Comando da Capital, e comandar a distribuição de drogas em Araxá e região, foi preso nesta quarta-, 12, durante a Operação XLF, desencadeada pela Policia Civil de Araxá, em conjunto com as Delegacias de Conquista e Sacramento. A Operação teve início às 5h00 da manhã da quarta-feira para o cumprimento de três mandados de busca e apreensão e WRCS foi preso às 10h em Uberaba. 

A operação, chefiada pelo delegado regional Cezar Felipe Colombari e coordenada pelo delegado Conrado,  contou com o apoio do inspetor Alisson e o sub inspetor Edson,  os investigadores da Delegacia de Araxá, Higino, Mário, Rodrigo, Bruno, Valter, Fábio e Ronaldo. Da Delegacia de Conquista, com o delegado Tiago e o investigador Douglas e, da Delegacia de Sacramento, dos investigadores, Diego e Eduardo.

Segundo informações, WR seria o responsável por grande parte da droga distribuída em Araxá. Em uma outra operação realizada pela Policia Civil em Araxá, na data de 22/10 foram presos quatro  homens com 14 kg de maconha, droga que segundo as investigações era de WR e seria distribuída  em pontos de vendas de drogas.      Ainda de acordo com  as investigações existe uma grande suspeita que WR faça parte da facção do PCC. A Policia Civil de Araxá apreendeu em sua residência, em Uberaba, um revólver 38, maconha, um veículo VW/Jeta e um bloqueador de rastreador de veículo e outras prisões poderão ocorrer nos próximos dias. 

 

(Fontes: Texto Willian Tardelli/Redação ET)