Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1783- 18 de junho de 2021

PM em ação

Edição n° 1333 - 26 Outubro 2012

PM apresenta projeto de segurança 

 

O projeto, que poderia chamar, ‘De olho na rua’, vai depender de uma parceria entre a PM, casas comerciais e as empresas Compumais e Net Tel, que trabalham no ramo. 

As imagens vão chegar à sala de operações da PM via internet registrando o que se passa em cada uma das câmeras instaladas em pontos estratégicos nas casas comerciais, que vão arcar com os custos da instalação dos equipamentos.

 “- O projeto  consta de um sistema integrado de imagens transmitidas em tempo real para uma TV de 42', que será instalada na sala de operações da Companhia, com 20 quadros de imagem, mostrando o monitoramento, 24 horas, de vários pontos, incluindo todas as saídas da cidade. O policial em plantão, percebendo qualquer tipo de problema ocorrido em um dos 20 logradouros que estão sendo filmados, imediatamente, através do rádio, direciona a operação para o ponto exato pra onde seguiram os infratores”, explica Luiz Carlos,

De acordo com o sargento Luiz Carlos, residências particulares que possuam câmeras de monitoramento da rua também podem fazer parte do projeto e explica. “Na sala de operações teremos visão de quem entra, quem sai, principalmente à noite. Ainda de acordo com Luiz Carlos  serão necessárias no mínimo três câmeras numa avenida como a Vigário Paixão ou na rua Antônio Carlos: uma no início da avenida, outra no meio e outra no final. “Três câmeras nesses pontos estratégicos cobrem a rua inteira”, afirma, lembrando que as câmeras só fornecerão imagens do que ocorre nas ruas. 

Elogiando o projeto, o comandante Tenente Idônis Gales, disse que abraçou a ideia diante de sua importância para a segurança da cidade. “A ideia agora, mesmo sem o Sgto. Luiz Carlos, que está sendo transferido para Araxá, é levar adiante o projeto e implantá-lo o mais rápido possível, porque quem vai ganhar é a própria comunidade e, como a PM tem o projeto Olho Vivo, quando disponibilizar os recursos já estaremos bem adiantados”, destaca.  

 

Analistas de informática e segurança eletrônica explicam projeto

Fernando Ferreira da Silva, da Net Tel, responsável pelas câmeras de  segurança, explica que sua empresa vai dar todo o suporte na montagem da infraestrutura do projeto e a Compumais entra com a configuração e treinamento do sistema. 

“- Nessa nossa parceria, especializamo-nos em visualização remota, ou seja, unimos dois conhecimentos para, junto com a PM, viabilizar esse projeto, que trará muito mais segurança para a cidade, diminuindo vandalismo, roubos e assaltos”, justifica.

Diz mais Fernando que o projeto pode ser aprimorado, dependendo do interesse da administração, com a implantação de um software onde seriam cadastradas as placas de veículos roubados.

“- As placas desses veículos seriam detectadas imediatamente em qualquer ponto de câmera por onde o veículo transitar, com alarme na sala de operações, facilitando para a polícia as investigações de sua localização”, explicou, destacando que as câmeras registram e dão alarme sobre ocorrências de contramão, invasão de propriedade, movimento suspeito, etc.

 De acordo com o jovem César Roberto Cardoso Borges, da Compumais Informática, o projeto pode ajudar a coibir furtos e roubos na cidade. “A estrutura de câmeras que o comércio de Sacramento tem hoje, disponibilizadas para a PM, mostrando as vias mais importantes vai contribuir para a agilidade na solução de ocorrências”, explica, destacando que o sistema já existe nas casas comerciais, bastando disponibilizar o acesso às  imagens para a sede da PM.

 Para o empresário Jaime Eduardo Araujo,  proprietário do Posto Santo Antônio, o projeto é viável e representa uma alternativa para melhorar a segurança. “Faço uma avaliação positiva da reunião, pela presença de vários empresários. Só isso demonstra o interesse em participar. As coisas hoje funcionam com parcerias. Na nossa empresa temos as câmeras externas no posto que já estão à disposição  do projeto”, confirmou. 

Hermógenes Vicente Ribeiro,  presidente do Sindicato dos Produtores  Rurais recebeu com satisfação as informações se colocando à disposição, já antevendo o projeto na zona rural. “Excelente ideia, uma iniciativa importante que envolve vários segmentos, porque a partir do momento que nos organizamos, estamos somando em benefício de todos, para o comércio e para a sociedade. Além de propiciar maior agilidade na hora de uma ação  da PM”, afirma. 

Hermógenes fala da possibilidade de o projeto chegar à zona rural. “É constante nossa preocupação com os produtores rurais e vamos trabalhar vários pontos, atualmente muitos já com câmeras de segurança funcionando, para que seja feito esse monitoramento também na zona rural”. 

 

Carlinhos de Freitas é transferido para Araxá

 

O subcomandante, 2º Sargento PM, Luiz Carlos de Freitas (Carlinhos) pediu e conseguiu sua transferência para a cidade de Araxá e já se apresentou ao comandante do 37º BPM, tenente coronel Ney Sávio de Oliveira, nesta quinta-feira, 25. 

Falando de sua saída da cidade, Carlinhos explica que sempre nutriu a vontade de trabalhar em Araxá. “Muita gente pode até pensar que minha saída tenha conotação política, mas não é nada disso. Além da vontade, agora tenho mais motivos ainda pra ir pra Araxá: meu filho Victor, há cinco anos está morando lá e, agora, minha esposa, Suraya foi aprovada em concurso da Prefeitura e já está trabalhando. E eu fiquei sozinho em Sacramento”.

Segundo Carlinhos, continua em Araxá outra etapa de sua vida profissional. “Que será encarada com o mesmo profissionalismo e dedicação que tive em Sacramento, Tapira, Belo Horizonte, Patos de Minas e outras em que trabalhei. Tentei fazer de tudo pela segurança pública e estou indo com a sensação do dever cumprido”, diz, garantindo sua volta após a aposentadoria. 

“Minha família, meus pais moram aqui, tenho muitos  amigos. Faltam cinco anos pra eu me aposentar e com certeza vou voltar pra terrinha. Sacramento deixará saudades, não estou dizendo  adeus, digo apenas um até breve, afirma, expressando agradecimentos a todas as pessoas que, direta ou indiretamente, fizeram parte de sua vida e de sua família.

Carlinhos será substituído pelo sargento Anderson José da Silva, que veio de Uberlândia.