Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Randal é condenado a 14,6 anos de prisão em regime fechado

Edição nº 1130 - 30 Novembro 2008

Randal Salim Calil Júnior, 28, preso há mais de dois anos, pela morte de Frederico Crispim na mesma data, foi a júri popular na quinta-feira, 27, e foi condenado a 14 anos e 6 meses de prisão em regime, inicialmente fechado, 

O crime aconteceu em 28 de maio de 2006, no bairro Santo Antonio, próximo a um barracão onde acontecia uma quermesse no bairro.  Frederico foi morto com um tiro na cabeça e morreu na hora. Poucas horas após Randal foi preso.  

Atuou na defesa, o advogado araxaense Fausto Júlio de Mesquita e na acusação, o promotor José do Egito de Castro Souza. 

Os sete jurados sorteados de uma lista de 25 foram Elvânia Carvalho, Magnólia de Oliveira, Gilson Roberto Batista, Cibele Magnabosco, Sebastião dos reis Borges, Cirlene de Souza e Celma Rosa de Freitas.