Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Ruptura de barragem leva Corpo de Bombeiros a Perdizes na madrugada de domingo

Edição nº 1730 - 05 de Junho de 2020

O Corpo de Bombeiros de Uberaba foi acionado na madrugada do domingo 31, para comparecer na vizinha cidade de Perdizes devido ao rompimento de  uma barragem com capacidade de 1 milhão de metros cúbicos d'água,   utilizada na irrigação de uma lavoura de batatas da fazenda Água Santa. 

De acordo com Tenente-coronel Anderson Passos, comandante do 8º Batalhão de Bombeiros toda a água  foi extravasada, mas não houve vítimas. A água percorreu o solo da fazenda e caiu numa barragem mais abaixo, cuja capacidade é de 4 milhões de metros cúbicos.  

Conforme informações dos Bombeiros, a barragem deságua em uma segunda, que por fim alcança o reservatório de Nova Ponte.  "É comum neste tipo de situação, que a desinformação cause temor de graves danos, mas não ocorreu nada grave", informou o comandante, destacando que não houve informações sobre casas alagadas ou ocorrências do tipo, nem relatos de risco para área urbana. 

No início da manhã do domingo, o bombeiros fizeram imagens com drone para acompanhar melhor a situação.  Na segunda-feira 1º, os militares afastaram, pelo menos por enquanto, o risco iminente de a Barragem do Pântano ter novo rompimento.  Segundo informou o Corpo de Bombeiros, o nível de água na represa do Pântano rebaixou, possibilitando os reparos do solo, causada pela erosão causada pela ruptura. 

A fazenda Água Santa se manifestou após o primeiro rompimento, afirmando que acompanha de perto o trabalho do Corpo de Bombeiros na avaliação das causas e as consequências do ocorrido. 

Lamentando o ocorrido, a empresa lamentou o ocorrido e afirmou que não há risco de novos vazamentos no local. A Fazenda Água Santa, proprietária da Barragem do Pântano, fornece matéria-prima para a Bem Brasil Alimentos, fabricante de batata pré-frita congelada e flocos desidratados de batata, que tem unidades em Perdizes e Araxá. De acordo com a empresa,  a fazenda, apesar de fornecedora da Bem Brasil, as atividades são independentes.