Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1783- 18 de junho de 2021

Lero Social

Edição n° 1249 - 18 Março 2011

“O Conselho paritário com metade dos conselheiros sendo usuários, há uma discussão mais ampla, aberta,

aprovando o que é de interesse de todos”.  

(De Ivana Cândida Leite da Cunha, presidente do Conselho Municipal de Saúde)


‘‘Diga a ele que é uma sacramentana”.

(De Geralda Pizzani, sobre a ‘‘senha’’ que usava para conversar com Pe. Victor Coelho, neste jornal)

 

Morre o ex-vereador Heliodoro

O ex-vereador Heliodoro Garcia de Rezende, que exerceu o cargo por sete mandatos, morreu na madrugada do dia 14 de março. Depois de ser velado por parentes e amigos no Velório Muncipal, recebeu na Câmara Municipal homenagens em sessão solene póstuma, às 15h00, presidida pelo presidente da casa, vereador José Maria Sobrinho, com a presença dos poderes constituídos, familiares e amigos. 

Políticos se revezaram nas homenagens ao amigo e companheiro. Ao abrir a sessão, o presidente José Maria enalteceu a figura ímpar do ex-vereador como um político dedicado, empreendedor e atencioso aos reclames do povo, em especial, o seu eleitorado, produtores e trabalhadores rurais. “Foi exemplo para todos nós”, frisou o presidente.

O prefeito Wesley De Santi de Melo disse que teve o prazer de compartilhar de seu companheirismo durante 12 anos, na Câmara Municipal. “Heliodoro participou ativamente da política, teve uma vida pública de lealdade, principalmente pela ética e honestidade , atributos nem sempre reconhecidos nos políticos. Demonstrou como vereador ser um autêntico líder, um lutador veemente contra as injustiças sociais”, disse.

O ex-vereador e advogado José Rosa Camilo também enalteceu a trajetória política do companheiro e amigo. “Heliodoro desempenhou o seu mandato com proficiência e brilhantismo, soube praticar e exigir o cumprimento das disposições do Regimento Interno da casa com argúcia e conhecimento de causa. Sempre se destacou como cidadão de partido, político fiel ao cumprimento da palavra empenhada”, frisou. 

O vereador Danylo Gonçalves disse que ‘‘Sua memória ficará marcada no coração desta comunidade que ajudou a construir durante mais de 20 anos nos seus mandatos nesta casa’’.

 

Helena Maria

A professora aposentada, Helena Maria de Almeida, mais conhecida como Dona Helena do Alvim, 87, morreu no dia 13 de março, em Uberaba. Trasladada para Sacramento, após ser velada por amigos e familiares, no Velório Municipal Maurício Bonati, Dona Helena foi sepultada na manhã da segunda-feira, 14, no Cemitério S. Francisco de Assis.

Helena Maria era a terceira filha de José Cirilo e Claudemira Ramos  Vieira, pais de 10 filhos. Sempre viveu em Sacramento, aqui estudou, se formou professora e lecionou em escolas estaduais e no colégio Allan Kardec, vindo a aposentar-se na EE Barão da Rifaina.  Além de professora, Helena era uma artista, tanto da caligrafia como da pintura, seu hobby preferido. “Ela nos deixou muito boas recordações de pinturas que fez e pelas suas atitudes. Era brincalhona, alegre... Amava muito a vida, adorava viver, gostava sempre de estar bem arrumada, era muito vaidosa e era feliz...”, recorda a irmã e afilhada, Sônia Cyrilo.

Em agosto de 2011, Helena deixou sua casa em Sacramento e passou a residir em Uberaba, com a filha Elza, onde permaneceu até sua morte. “Madrinha Helena viajava muito, para as casa dos outros filhos, irmãos. Vinha muito a Sacramento, tambaém, mas sua referência era Uberaba, até que teve uma isquemia, no final do ano e mais tarde um AVC, que a levou a ficar acamada desde então”, lembra mais.

Conta Sônia que a última vez que a viu, ainda lúcida, em dezembro último, disse-lhe que iria passar o Natal em Belo Horizonte. “Ao me despedir, eu disse: 'Fica com Deus!'. Ela respondeu: 'AMÉM!' ”.

Casada com Álvaro Gonçalves de Almeida, de saudosa memória, Helena teve os filhos  Elza (Armindo), Edna (falecida aos 10 anos), Glória (Cacildo Lenza), Marta Regina,  Maria de Fátima (falecida aos três dias), Lurdes, Rita de Cássia (falecida aos três meses) e Alessandro  (falecido – Ana Cláudia). Helena deixou 11 netos e uma bisneta de quatro anos. 

 

Dona Idalina falece aos 103 anos

A anciã, Idalina Zeferino, interna do Lar S. Vicente de Paulo desde 2004, morreu no dia 20 de fevereiro, aos 103 anos e foi sepultada no Cemitério São Francisco de Assis, depois de ser velada por familiares, funcionários do Lar São Vicente, amigos e pelos filhos, Volminor e José Maurício.

Viúva de Bento José de Oliveira, Idalina deixou dois filhos, o conhecido Volminor, funcionário público aposentado e José Maurício. Ainda Adolescente, o filho de Idalina, Maurício, era muito conhecido na cidade como o “Empurrador da cadeira de rodas do João Vieira”. João morreu, mas o carinho com a família era tão grande que continuou morando com as filhas, em Franca. 

De acordo com o filho Volminor, Idalina muito lutou para criar os filhos e trabalhou  como doméstica a vida toda, até aposentar-se no extinto Hotel  Avenida. 

 

Chorinho Novo

Emoção e alegria reinantes em muitos lares com a chegada dos baixinhos 01/03, * Júlia, filha de Ilma Beatriz Raimundo e Leandro Alves Borges. 04/03, * Maria Fernanda, filha de Fernanda de Souza do Prado e Inácio Gonçalves da Silva. * Thaynara, filha de Michelle Aparecida Guimarães e de Antônio Moreira Pires. 08/03, * Gabriel Augusto, filho de Cintia Misssana Neves Gomes e Reginaldo Gomes. 10/03, * Diogo, filho de Gisele Vaz e Diogo Fernandes Costa. 11/03, * Noemy Gabrielly, filha de Cleide Assunção dos Santos e de Gilmar dos Santos Cintra. 12/03, * Davi, filho de Gabriela Cruvinel  Ribeiro Zago e Luiz Antônio Zago. 14/03, * Maia Laura, filha de Bruna Ferreira de Freitas e de Vinicius Sisconeto. 16/03, * Ana Beatriz, filha de Ana Flávia Estevan da Cunha e Pedro Miguel Filgueiras Alves. 

 

Bike Tour ‘Grande Rota’

O Parque Náutico de Jaguara realiza no próximo dia 27, a partir das 8h30, a “Grande Volta”, um bike tour que percorrerá 62 km de serras e montanhas até chegar ao topo da trilha para avistar toda a represa. De acordo com o empresário Ivan Sebastião Barbosa Afonso, esse pedal será de nível difícil. “Estamos atendendo pedidos de  ciclistas que têm participado dos Bike Tours da Jaguara. Essa será  a maior rota selecionada e mais rica em adrenalina sem dúvida”, informa. 

 

ET Correções

Na edição do dia 04 de março, publicamos erroneamente na matéria da morte de Saulo Marques (Lero Lero Social), que o corpo que havia sido transladado era o de Jackson, enquanto por uma questão óbvia foi o corpo de Saulo Marques, o transladado.