Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Lero Social

Edição nº 1172 - 25 Setembro 2009

Eles & Elas

Melanie Christine e Wedder Alan casaram-se no sábado, 19, às 18h00, durante cerimônia realizada no Cartório de Registros. Familiares e amigos testemunharam a união dos noivos filhos de (ela) Aparecido Donizetti de Oliveira e de Valdete Fernandes de Oliveira e (dele) Maria Conceição de Almeida. 

Também às 18h00 foi a vez de Ana Paula e Rafael dizerem o sim, na Igreja Matriz, rodeados de familiares e amigos, que se emocionaram com a felicidade dos nubentes. Após a cerimônia, Ana Paula e Rafael receberam os cumprimentos ao lado dos pais (dela) Miguel dos Reis Batista e Sonia Gomides Batista e (dele) Osmar Donizete Santana e Inês Abadia de Oliveira Santana. O casal foi clicado pelas lentes de Foto Wellington.


Chorinho Novo

Os pais Heliton Eurípedes e Giselle Bonina Ramiri não cabem em si de felicidade pelo nascimento de Rafael no dia 16, que já nasceu muito abençoado. O nome Rafael, vem do hebraico e significa ''curado por Deus''. Arthur fez ecoar o seu chorinho no dia 18 para a alegria dos pais Franciely Cristina Batista e Alexandre Luiz de Oliveira. Arthur, vem do celta e significa nobre, generoso.  No dia 18 chegou Gabriel Antonio, alegrando os coações dos papais Ana Claudia Florêncio e Márcio Garcia de Rezende.  Gabriel é uma riqueza até no nome, que vem do hebraico 'força de Deus' e Antonio, do latim, 'aquele que não tem preço, de valor inestimável'. Anthony também está fazendo a alegria da mamãe Cristiane da Silva Oliveira e do papai Jefferson Vieira da Silva. O nome Anthony, é a variação inglesa de Antonio, que significa 'aquele que não tem preço, de valor inestimável'. Núbia Belmira nasceu no dia 22, enchendo de alegria o seu lar. Mamãe Josiellen aparecida Barcelos e o papai Rubens Silva Pantaleão, estão deveras muito felizes. Núbia, vem do latim, 'virgem' e Belmira, vem do teutônico e significa 'aquela que enxerga do futuro'. 

 

II Festa Italiana de Conquista

Os ítalo-brasileiros estão movimentando Conquista nesse final de semana para a II Festa dos Italianos de Conquista, promovida pela Associação Italiana de Conquistense, que acontece neste sábado no Palazzo Festas, prometendo fazer o mesmo sucesso da primeira ou mais. A expectativa é grande, afirma Lucia Crozara, uma das organizadoras do evento. 

Mas essa é a segunda parte da festa que começou no dia 20, com o I Concurso Regional de Gastronomia Italiana do Circuito dos Lagos,“Mangia que ti fa bene”, evento que reuniu ítalo-brasileiros de várias cidades da região e foi sucesso total. As delícias ficaram na história, cada uma mais gostosa, tanto pratos salgados como doces, muitos deles regados ao sabor do vinho de Cecília Lenza, também concorrente, e uma das vencedoras do concurso.  

Confira os demais vencedores do concurso de gastronomia: Salgados, 1º - Fernanda Kelly Nascimento - Sacramento - Macarronada Caseira; 2º - Luciano Bernadeli - Conquista - Dobradinha a Parmegiana; 3º - Cecilia Lenza - Conquista - Pasta Chuta. Doces, 1º - Adelia Bizinoto - Conquista - Pasta Frolha; 2º - Maria Clera Borges Zago - Conquista - Cassarola Italiana; 3º - Rosana Valente - Conquista - Rosca Italiana.


Sindicato dos Servidores Municipais

O Sindicato dos Servidores Municipais realiza assembléia no dia 7 próximo, na sala de sessões da Câmara Municipal, às 19h00,  para tratar da situação do sindicato, direitos e deveres dos servidores, direito sindical e sua legitimidade, dentre outros, com palestra proferida por  Afonso Donizete, assessor sindical da FESEMPRE. 


Instituto Scala 

A exemplo do que ocorre no filme 'A corrente do bem', de Mimi Leder , o Instituto Scala através do projeto “Corrente do Bem” está mudando vidas. O Instituto entregou essa semana os certificados do curso de manicure e pedicure aos pais, cujos filhos são assistidos pela instituição. O curso, realizado entre os meses de julho e agosto, proporcionou às mães-participantes uma qualificação profissional, fazendo com que possam exercer atividades remuneradas. O projeto visa também   obter resultados ainda maiores fortalecendo também os laços entre família e instituição. ‘‘O convívio familiar - segundo a filosofia do projeto - é uma de suas extensões, visando formar pessoas e integrar a família nesse contexto’’. 

 

Os 80 anos de Gildo Jerônimo

Gildo Jerônimo e a esposa Helena fazem aniversário no próximo dia 30, mas a festa deste sábado, 26, é para Gildo, mais conhecido por Gil Jerônimo, que completa 80 anos de vida. E que vida! Como ele mesmo confessa: “Muito bem vivida ao lado da esposa Helena e filhos. Valeu a pena!”. 

Filho de João Jerônimo e Natalina Bonatti, Gil nasceu na fazenda Serra Azul em 30/09/1929. É o sétimo filho do casal João e Natalina, que tiveram 12 filhos: Maria Aparecida, Adelina, Josefina, José Jerônimo (falecido) Mario (falecido), Terezinha, Gildo, Maria Abadia, Geny, Lurdes, Olga, João (falecido). “Vou estar comemorando o meu aniversário junto com minhas irmãs, filhos, netos, sobrinhos, toda a família, se Deus quiser”, disse emocionado. 

Na fazenda, Gildo passou a sua infância e juventude e os primeiros nove anos de casado. “Da fazenda Serra Azul, mudamos para a fazenda Moitinhas e ali estudei dois anos com a Adelina, minha irmã. Naquele tempo, a gente tinha que trabalhar, todos nós trabalhávamos na roça com papai, até as meninas. A vida era muito difícil, fazíamos de tudo, desde os 7 anos”, conta. 

“Quando eu ia completar 15 anos, anos, papai vendeu a fazenda e mudamos pra cidade, mas um ano após ele comprou outra fazenda, no Chapéu, e mudamos novamente. E lá fiquei, Helena e eu nos casamos e ficamos morando na fazenda. Os filhos nasceram lá. Eu tinha 25 anos quando nos casamos em 5 de fevereiro de 1955. Os filhos nasceram lá na fazenda Chapéu e lá ficamos até 1964, quando viemos para a cidade para os meninos estudarem”, conta mais.

Helena trabalhou muito na fazenda, a vida é difícil, ela fazia de tudo e ainda tinha as crianças: Natalina, José Renato (Elizete), Reinaldo (Maria Aparecida) e o Rogério (Miriam)”, recorda e dona Helena emenda entre risos: “Tivemos quatro filho, mas ele falava que queria 12”. 

Já na cidade, Gildo foi trabalhar no açougue com os irmãos sócios, João e José. Durante um ano foi empregado, depois entrou na sociedade, até ficar sozinho como proprietário, a partir de 1978. “Trabalhei 40 anos com açougue. Fiquei sozinho e fui trabalhando. Construímos o prédio e deu pra ir vivendo. Em 1993 aposentei e o açougue passou para o Rogério, mas foram 40 anos e se precisar ainda sei descarnar”, conta, recordando ainda que as coisas sempre foram difíceis em relação aos impostos, à fiscalização. Tinha aqui o Baiano fiscal e o Manuel, eles eram custosos, não perdoavam nada”. 

O espírito empreendedor é nato do ser humano, mas Gildo diz que aprendeu alguma coisa de comércio, no período que morou na cidade entre a mudança da fazenda Moitinhas para a fazenda Chapéu. “Naquele ano que moramos aqui, fui trabalhar na venda do Alexandre Scalon e aprendi a fazer contas, mexer com dinheiro, com os negócios do comércio”. 

Para Gildo, fazer 80 anos é muita emoção. “Sempre fazemos uma festinha no aniversário, reunindo as irmãs, os filhos, netos, agora essa vai ser uma festa grande com a família toda, vão reunir mais de 150 pessoas. Vai ser bom, meu coração está bom, muito bom', diz com alegria e Helena acrescenta: “Nós dois fazemos aniversários, no mesmo dia, mas a festa é dele, eu completo 76 e ele 80. Vai ser muito bom, Gildo trabalhou muito. Os meninos quiseram fazer a festa e o Gildo merece”, reconhece cheia de amor. 

A festa do aniversário de Gildo, um presente dos filhos, começa com uma missa em ação de graças, na Igreja d'Abadia e jantar no Pacheco's Bar, a partir das 20h00 deste sábado. Nesse dia estarão reunidos todos os irmãos, filhos, os oito netos, sobrinhos, primos. 

Parabéns a Sr. Gildo e dona Helena, pelos aniversários, pelos exemplos e por tudo o que representam para os filhos, netos e demais familiares e para todos que os conhecem.