Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Lero Social

Edição nº 1133 - 21 Dezembro 2008

Eles & Elas

* Daiana e Moisés disseram o 'sim', trocaram as alianças e receberam as bênçãos  matrimoniais proferida pelo monsenhor Levi, na cerimônia de casamento, celebrado na Igreja Matriz, no sábado, 13, às 18h00. Os pais de Daiana, Antônio Carlos Esteves e Fátima Sueli Diverno Esteves e os pais de Moises, José Maria Cruvinel e Cleusa  de Oliveira Cruvinel estavam radiantes ao lado dos filhos e juntos receberam os cumprimentos dos familiares e amigos que marcaram presença. 

* E, neste sábado, os jovens Luciana e Cleberson reúnem familiares e amigos para testemunhar o sim, na Igreja de Santo Antonio, às 11h00. Clarissa e Francisco se casam às 17h00, na Igreja Matriz, Mônica e André Luiz, às 18h00, na Matriz. Felicidades aos novos”


De padre Inácio para os amigos: Amigos e amigas 

“O Natal é sempre cheio de abraços, de presentes, de novos projetos, ou da saudade de alguém querido. 

Algo que nos diferencia dos outros, porém, se dá ao olharmos o Presépio em casa ou numa igreja. Como é bom olharmos o presépio, enxergando nele a beleza e ao mesmo tempo a fragilidade de um menino que se fez tão especial para todos nós! Estamos sempre cheios de nossas preocupações, sempre com muita pressa, porque o tempo que temos está muito preso às nossas ocupações de trabalho, da família e quase não conseguimos parar, entrando em sintonia com a essência do Natal.

Ainda bem que existe o presépio, formado por um pai cheio de amor, por uma mãe - ternura, embelezado com a presença de um bebê, já adorado pelos pastores, admirado pelos animais e guardado pelos anjos, visitado pelos reis e, todos iluminados pela estrela.

'Esse singelo menino que também é Deus, nos desperta para a intuição de que nós, seres humanos, tão cheios de complicações, podemos também amar assim.  Simplesmente amar, sem nos preocuparmos com as nossas manias e "achismos", procurando aceitar as pessoas assim como elas são. Não só hoje, nem amanhã, nem só no dia de Natal, mas o ano todo, o tempo inteiro, vivamos juntos a emoção e o amor traduzido num presépio.” São os meus votos e desejos sinceros, e comigo, os de toda a nossa equipe. Carinhosamente, Pe. Inácio Medeiros, CSsR - Diretor - Rádio Aparecida

 

Calendário Scala

Alessandro Abdala, designer da Impacto, pesquisador assíduo da fauna de nosso patrimônio histórico, festas da cultura popular e do cerrado deste vasto sertão sacramentano, com um acervo de imagens de dar água na boca, emprestou o seu talento de fotógrafo para ilustrar a folhinha 2009, do Laticínio Scala. Em formato A3 e papel couchê, as lindas fotos de Alessandro ilustram cada um dos 12 meses do ano, com prédios de valor histórico do município. 

 

Confraternização 

O Laticínios Scala reuniu seus colaboradores das unidades I e II, Pacheco´s Buffet, na sexta-feira12 e transformou o momento numa oportunidade de agradecer pelo empenho, dedicação e parceria durante todo o ano e também celebrar a intenção de fortalecer este relacionamento ainda mais. Uma faixa de agradecimento com os dizeres "Você faz o sucesso dessa empresa" dizia tudo.O salão foi pequeno para a animação dos mais de 600 convidados, ninguém ficou parado, o momento foi de muita alegria e descontração. O evento proporcionou muita interação entre todos e foi um momento também de demonstração dos trabalhos realizados nos treinamentos de RH  e os principais acontecimentos do ano no telão. Embalados com muita música e ritmos que variavam do sertanejo, forró e música dos anos 60, 70, 80 e 90, ao de Renê e Banda, a festa foi marcada por um clima de muita harmonia, bate-papo, dança e cantoria.  (Assessoria de Comunicação LatScala)

 

Formatura do Proerd 

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – Proerd, que tem como meta, levar cidadania e engajar crianças e jovens no combate ao uso de drogas e contra a violência, reforçando o compromisso do estado, em prevenir que as crianças entrem na criminalidade, realizou no dia 12,  a formatura de mais de trezentas e cinqüenta  crianças e adolescentes no município, em solenidade que contou com a presença da autoridades e familiares, professores e diretores das escolas envolvidas no programa: Escolas municipais,  Dona Maria Santana (Quenta Sol), Dr. Djalma Afonso Do Prado  (Divisa, Coronel Júlio BORGES (Jaguarinha), Dr. João Cordeiro,  E Das Escolas Estaduais Barão Da Rifaina, Cel. José Afonso De Almeida, Afonso Pena Jr e  Sinhana Borges.  

Um dos pontos altos da solenidade foi a entrega da premiação aos alunos finalistas da redação sobre o curso: 3º lugar:  Mateus Orsi, do 7 ano 4, da E.E.Cel José Afonso de Almeida; 2 lugar: Maria Eduarda Costa Carneiro, 7º ano 1 - da E.E.  Sinhana Borges e o 1 lugar foi para a aluna Flávia Maria de Oliveira, da E.M. Cel. Júlio Borges. Os vencedores com as melhores redações receberam como premio, brindes oferecidos pelo comercio local

 

Saudades

Depois de alguns meses enferma, a assinante, Maria Antônia Rezende Cunha faleceu no ultimo dia 14, aos 70 anos. Filha do General Cunha, cativante e espirituosa, Maria Antônia foi sempre uma boa companhia. Rodeada pelos familiares, em especial a família Cordeiro Cunha, e amigos, o sepultamento aconteceu no mesmo dia, às 16h00. Dos Estados Unidos, onde reside há muitos anos, a irmã Maria Izabel, impossibilitada de vir,  nos envia uma mensagem, lembrando a irmã: 

“Minha irmã, Maria Antonia, depois de uma vida de muito sofrimento, faleceu na manha de domingo,14 de Dezembro, aos 70 anos de idade. Ela foi enterrada no mesmo dia. as quatro horas da tarde . Ela era uma pessoa muito culta, inteligente, e sempre muito a par do que se passava no mundo. Solteira, ela viveu com meus pais toda a sua vida, e tomou conta deles, sendo sempre um apoio em horas difíceis. Lia, como a chamávamos, e eu sempre tivemos uma relação muito difiícil e conflituada, mas entre nos sempre persistiu uma ligação  de irmandade, e de cuidado uma com a outra. A sua partida me abalou profundamente, me entristeceu muito. Porem, me conforto em saber que ela parou de sofrer, e agora ela poderá descansar e encontrar a paz que ela tanto buscou em toda a sua existência. 

Lia nem sempre foi uma pessoa de um relacionamento fácil; ela era reservada, sofrida, e tinha uma personalidade marcante. Apesar de tudo, eu sempre gostei muito dela. As dificuldades da nossa relação  me forçaram a afastar dela nos últimos anos. Nos seis meses passados, sentindo que sua jornada estava no fim, eu mandei flores para alegra-la varias vezes, cartões, e também tivemos uma ótima conversa ao telefone há um mês atrás.  

Lia passou os últimos quinze anos de sua vida em Sacramento aonde encontrou muita gente amiga que lhe fizeram companhia, cuidaram dela, e a ajudaram a enfrentar suas muitas dificuldades de saúde. Sou muito grata a todos. Foi uma pena que não pudemos ser mais amigas e mais próximas uma da outra nessa vida. Rezarei muito para que  ela finalmente encontre alegria e paz aonde estiver. Eu continuarei sentindo a falta da presença de uma irmã, de minha irmã. Sempre pensarei nela com carinho. Somente guardarei em minha memória as lembranças dos momentos bons que existiram entre nós. Sinto que uma parte de mim morreu com ela no domingo. Fique em paz minha irmã! Maria Izabel Rezende Cunha (EUA)