Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Romeiro morre atropelado por carreta na MG-190 e motorista foge sem prestar socorro

Edição nº 1688 - 16 de agosto de 2019

O advogado Frank de Oliveira Braz 32 foi atropelado e morreu na madrugada do domingo 11, no km 45 da MG-190, quando caminhava com outras quatro pessoas em direção ao Santuário de Nossa Senhora da Abadia, em Romaria, vindo de Monte Carmelo. Narra o BO que, por volta de 4h, o grupo parou para descansar e sentou-se de costas para a pista de rolamento, próximo à faixa branca que delimita a pista e o acostamento. Os companheiros disseram que sinalizaram com lanternas para uma carreta Scania de cor branca, que parecia seguir em direção ao grupo, o condutor jogou o veículo para a direita e uma das rodas atingiu a vítima.

Uma viatura do Corpo de Bombeiros que passava pelo local socorreu Frank  até o pronto-socorro de Monte Carmelo, mas ele não resistiu. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Patrocínio. Já o veículo não foi identificado e o motorista não foi localizado.

Essa é a quinta morte no trajeto para Romaria. No domingo 4, seis pessoas de um grupo de 12 ciclistas que seguiam para Romaria, foram atingidas na BR-365, a 30 km de Patrocínio, após uma colisão entre  um carro, que voltava de Romaria, e um caminhão. Duas pessoas morreram no local e uma no hospital em Patrocínio. 

Antes disso, no dia 29 de julho, um homem morreu também na MG-190, entre Monte Carmelo e Romaria.  De acordo com informações da Polícia Militar Rodoviária (PMR), a vítima foi atingida por uma caminhonete e morreu na hora. O motorista disse aos militares que o homem caminhava sozinho e estava no meio da pista.

 

Prefeitos da Amvale cobram instalação do gasoduto 

Prefeitos dos municípios da  Amvale  reuniram-se com o governador Romeu Zema, na manhã dessa quinta-feira 8, durante a Megacana 2019, em Campo Florido. Na pauta das reivindicações, dois pedidos: a consolidação do gás natural/gasoduto, esperado pela região há 35 anos; e a permanência do Helicoptero da SAMU na região, que está sendo ameaçado de ser levado de volta para a capital. 

O documento destaca que os 70 prefeitos da região, entidades de classe, empresários e trabalhadores têm a convicção de que a implantação da Fábrica de Ureia, em Uberaba, consumindo três milhões de metros cúbicos de gás por dia, é a demanda capaz de viabilizar o investimento.

Sobre o helicóptero, os municípios estão dispostos a assumir os custos ao menos da equipe médica, mas reforçamos a importância do helicóptero. Não podemos aceitar que haja pressão da Secretaria de Estado da Saúde, ameaçando levar o helicóptero de volta, ao mesmo tempo em que faltam repasses do Estado para a saúde.