Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Morre o engenheiro aeronáutico, Wolney Ribeiro

Edição nº 1180 - 20 de Novembro de 2009

Wolney Ramos Ribeiro, 73, morreu no domingo 15, no hospital Pio XII, em São José do Rio Preto, onde estava internado há 15 dias, com complicações de um câncer no estomago.  

Wolney foi velado por amigos, colegas de profissão, professores e estudantes do Instituto Técnico de Aeronática (ITA), onde se formou e trabalhou até aposentar-se; e familiares, de Sacramento, os irmãos Weber e Waldete Ramos Ribeiro. Wolney foi  sepultado  na cidade que escolheu para viver São José do Rio Preto. 

Sacramentano, Wolney era filho de Aramis Ribeiro de Souza e Ruth Ramos Ribeiro. Era casado com Miriam e tiveram  quatro filhos: Viviane, falecida vítima de acidente automobilístico, Milene, Wolney Júnior e Marcos. 

Aos 10 anos, Wolney deixou sua terra natal para estudar em São Paulo.  Formado em Engenharia Aeronáutica, pelo ITA, Wolney casou-se em 1959 com Miriam Ribeiro e, no ano seguinte muda-se para Belém (PA), onde trabalhou por 20 anos na construção de aeroportos em toda a região amazônica.  Em 1980, retornou a São José dos Campos, fixando residência no campus da universidade onde foi professor até 2003, quando parou pela  aposentadoria compulsória. 

O amor de Wolney por Sacramento era imenso, apesar de ter vivido na cidade apenas até 1943. Depois, só desfrutava das belezas e qualidade de vida das terras durante suas férias.  De acordo com o irmão Weber, “Wolney gostava muito de Sacramento. “Gostava, não, amava muito isso aqui. Vinha sempre que podia. E, mesmo lá em S. José onde passou a morar depois da aposentadoria, quando falava em Sacramento ele vibrava, perguntando por todos, além de ser assíduo leitor do jornal ET”, recorda.

Wolney deixou a esposa Miriam e os filhos, Vivane (falecida), Milene, Wolney Jr. e Marcos, além de muitos amigos em Sacramento, São José dos Campos, enfim em todos os lugares porque passou.