Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Esporte Local

Edição nº 1448 - 16 Janeiro 2015

Circuito é bicampeão no Copão A

Circuito Futebol Clube com os atletas Leandro Guissoni, José Cassimiro Neto, Manoel Augusto, Lucas Lacerda, Dion Eufrásio, Gilmar Cintra, Douglas Eurípedes, Paulo Roberto Filho, Carlos Mião e Mateus Donizetti, comandado por Waldeci dos Reis, depois de um primeiro tempo truncado e o sufoco de ver  Tálisson abrir o marcador para o TJ-P, não desanimou. Voltou com garra para a etapa final e logo reagiu com Lucas que empatou a partida; na sequência, o gol da vitória feito pelo excelente Cassimiro.  Circuito FC 2x1 SAk´s/TJ-P. Aí foi só soltar o grito,  “bicampeão” e correr para o abraço... Circuito, a melhor equipe de Futsal de 2014! Parabéns!

O vice-campeão Sak´s/TJ-P, com o técnico Fernando Oliveira Martins, jogou com Bruno Junqueira, Helber Henrique Clarkson Leandro, Afrânio Marques, Tulio Bigi, Arthur André, Cássio Rezende, Valdeir Júnior, Gustavo Júnior, Talisson Lima, Victor Gustavo e Cleomir Rodrigues tinha todo o talento para vencer o jogo, saindo à frente e deixando virar. Mas foi uma das grandes equipes do Copão, levando, além, o troféu   de atleta revelação com Gustavo Júnior.

O título de melhor defesa ficou com Abinae, l do  CAS/CB com 22 gols e o artilheiro foi   Thiago Rosa, da Termir/CRA, com 31 gols. 

 

Completam os três melhores times de Futsal da cidade, Contabilidade Modelo/Bonde dos Sem, que levou o troféu de 3º lugar, com os atletas, Marcelo Oliveira, Nairon Bonetti, Sudário Filho, Jair Teles, Igor Miguel, Francisco Neto, Waldir Júnior, Clayton Pires, Robberson Borges, Gustavo Zandonaide, Vinícius Maia e Pedro de Souza. O treinador é Leonardo Pires.  

 

H-Romeu/Inove é campeão do Copão B e volta à elite do Futsal sacramentano com Veteranos IDB 

H-Romeu/Inove sagrou-se campeão do Copão B, ao vencer os Veteranos IBD por 6x4 em jogo emocionante na preliminar do Copão A, dia 9, no Marquezinho.  O campeão teve também a melhor defesa, Paulo Henrique, com 18 gols e o atleta revelação, Felipe Henrique. 

O vice-campeão, Veteranos IB, se destacou com o  atleta Anderson Luiz, o artilheiro da série B com 16 gols.  As duas equipes rebaixadas no campeonato 2012/2013, deram a volta pro cima e voltam com gáudio à elite do futebol. 

A série B foi disputada por 24 equipes, o que demonstra um crescente interesse na prática esportiva na cidade e com grandes revelações e com direito a grandes goleadas sobretudo no mata-mata. E no final, os melhores.

O grande campeão, H-Romeu/Inove, com os treinadores, Luciano Oliveira e Stênio Costa, chegou ao título com os atletas, Felipe Henrique, Pablo Marques, Leonardo Tavares, Carlos Rezende, Maikon Palhares, Adalberto de Lima, Ricardo Araújo, Carlos Adriano, Guilherme Mariano, Jonathan Rafael, Márcio Henrique e Paulo Henrique. 

O vice-campeão, Veteranos IDB, que teve como treinador Lucas Costa e o auxiliar Daniel, disputou o campeonato com  Fabiano de Oliveira, Guilherme Ramalho, Júlio Miguel, Anderson Luiz, Edivaldo Araújo, Lery Freud, Edmar Rogério, Elias Inácio, Alex Júnior e Bruno Domingues.  

 

Em 3º lugar, URP/Depósito São José, que comandado pelo treinador Weverton Oliveira, jogou com Lucas Vieira, Ricardo dos Reis, Bruno Henrique, Alexandre Henrique, Marcos Teixeira, Marco Túlio, Érick Cruz, Lucas Matheus, Thiago Rodrigues, Iury Heitor, Iury Albert e Marciel Júnior.

 

Os técnicos, Waldeci e Fernando falam sobre o final do Copão

Waldeci José dos Reis (foto 1), o técnico que orientou o time na partida final, estava vivendo uma grande emoção. 

 ‘‘- A emoção é muito grande pra quem está de fora da quadra, imagina pra quem está aqui dentro, vivendo toda essa emoção de ser campeão. É a humildade que venceu, agora hora de a gente ter garra, força de vontade de ser campeão. Agradeço à equipe da Circuito que foi para mim uma família”, afirma,  destacando que este é o seu primeiro título. “É uma emoção muito grande para quem dirige uma equipe, reafirma, parabenizando a equipe TJ-P.

O técnico da Sak’s/TJP, Fernando Oliveira Martins (foto 2), que abriu o marcador na final estando com mão na taça, mas depois deixou escapara, também avaliou o trabalho da equipe. 

 

“- A gente não fez um bom campeonato, mas sempre que precisávamos  ganhar ganhávamos, hoje saímos na frente, mas como time pequeno, levamos dois gols, bom para o adversário que fez um bom campeonato, tivemos mais volume, mais jogo, tivemos chances e não fizemos, um tinha que ganhar e ganhou a equipe que foi mais competente em quadra”.