Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Estudantes da Unipac reivindicam pagamento das bolsas até o final do ano.

Edição nº 1129 - 23 Novembro 2008

Os alunos do curso Técnico de Enfermagem da Unipac compareceram à reunião da Câmara, na última segunda-feira,17, para reivindicar a bolsa de estudos no valor de R$ 80,00 repassada a cada estudante pela Câmara.  Desde a denúncia formulada pelo prefeito Joaquim Rosa Pinheiro, em outubro último, afirmando que além dos estudantes da Unipac, outros universitários da cidade recebiam a bolsa, e a instauração de uma CPI, pela própria Câmara, contra o presidente da Câmara, Aristocles Borges da Matta, os repasses foram cortados. 

“Estamos aqui para reivindicar dos nobres edis desta Casa que continuem nos repassando a bolsa de R$ 80,00 para que possamos terminar o nosso curso, conforme palavra do presidente desta casa, Dr. Aristócles Borges da Matta. (...) Uma simples e prestimosa ajuda a quem tenta não só conservar um emprego que nos favorece muito, pois a maioria de nós garante o sustento da família com esse emprego e sonha com uma vida melhor, com o diploma técnico, já que não teve condições financeiras para conseguir um diploma universitário”, disse da tribuna o enfermeiro Roberto.

Ao responder o apelo dos estudantes, Papinha ressaltou que nunca usou daquele expediente com o fim eleitoreiro. “Em momento algum eu repassei essas bolsas em nome da Câmara com intenção de voto. Nunca estive na Unipac, nunca pedi voto e se alguém disser que fui lá pedir voto, eu desminto, categoricamente. Fiz isso unicamente com a intenção de ajudar os estudantes. Continuei um trabalho que foi feito anteriormente, entretanto, por injunções políticas estou respondendo a uma CPI desta Casa por isso e a um processo criminal na Justiça de Sacramento. Assim, como ordenador de despesas, resolvi que não vou repassar mais nada, porque o que me sobrou disso foi um desgaste muito grande”, disse.

No final de sua resposta aos estudantes, deixou a promessa de que poderá repassar o valor das bolsas caso sobre numerário. “Estou encerrando a minha gestão, tenho que terminar a obra do Arquivo da Câmara e comprar o seu mobiliário. Sobrando dinheiro, posso repassar pra vocês”, afirmou, lembrando mais que o prefeito tem no orçamento R$ 900 mil para serem repassados. “No orçamento da Prefeitura, consta a aprovação de uma verba de R$ 400 mil para bolsas para estudantes carentes e mais R$ 500 mil para o transporte de estudantes. O prefeito nunca repassou um centavo para os estudantes. Quem fez esses repasses durante quatro anos foi a Câmara com sobra de caixa”, disse. 

A reunião terminou com a palavra de vários vereadores reiterando o pedido dos universitários. “São 45 alunos a R$ 80,00, o que dá aí pouco mais de R$ 3 mil. Creio que há possibilidade, sim, desse repasse. Essas pessoas podem ficar prejudicadas. V. Exª é uma pessoa vivida, experiente, conhece as agruras das pessoas, pelo grande trabalho social que faz na cidade, peço que reflita e reveja seu posicionamento, como uma homenagem àqueles que labutam no dia-a-dia para se formar, pois essa busca não é simplesmente de status social, mas de melhoria de qualidade de vida. E tenho a certeza de que V. Exª sabe o que isso significa na vida de cada um”, disse o vereador José Carlos Basso De Santi Vieira, seguido pelos demais vereadores, reiterando o pedido.