Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

No Triângulo, 36 municípios se juntaram para comprar vacinas por conta própria

Edição nº 1769 - 12 de Março de 2021

Trinta e seis municípios que fazem parte das regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, aderiram ao consórcio para a compra de vacinas. Dos 36 municípios, 19 são da macrorregião Triângulo Sul e 17, do Triângulo Norte, que juntos reúnem 1.573.570 

habitantes. 

 

Dos 27 municípios do Triângulo Sul, 19 aderiram ao consórcio: Araxá, Água Comprida, Campo Florido, Carneirinho Comendador Gomes, Conceição das Alagoas, Conquista, Delta, Fronteira, Frutal, Itapagipe, Iturama,  Perdizes, Pirajuba, Sacramento, Santa Juliana, São Francisco de Sales, Tapira e Veríssimo, que totalizam  389.066 habitantes, que serão beneficiados, caso o Consórcio consiga adquirir 800 mil doses, considerando as duas aplicações.  

No Triângulo Norte, 17, dos 27 municípios, aderiram ao consórcio: Araguari, Arapoã, Cachoeira Dourada, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Douradoquara, Gurinhatã, Iraí de Minas, Ituiutaba, Nova Ponte, Patrocínio, Prata, Santa Vitória, Tupaciguara, Uberlândia, que poderão beneficiar  1.184.504 pessoas com a vacina, portanto, 2,4 milhões de doses. 

 

Adesão ao consórcio  já tem 2.482 cidades

 

O prazo formal para adesão ao consórcio público, batizado de Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar), liderado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), terminou na sexta-feira 5, às 12h, com 1.703 municípios inscritos, que abrangem mais de 125 milhões de habitantes. Mas o prazo para a adesão foi estendido para o dia 19 próximo.

A partir da assinatura do termo de adesão, as prefeituras recebem a minuta de um projeto de lei autorizando a entrada no consórcio. A proposição deve ser apreciada nas câmaras municipais para viabilizar a participação da cidade no grupo para a compra dos imunizantes e enviada à Conectar.   

Dentre os 779 municípios que se inscreveram após o dia 5, estava Uberaba que, segundo a prefeita Elisa Araújo, reticente à adesão, essa responsabilidade era de Bolsonaro, conforme defendeu em reunião com os prefeitos da região, dias antes. De acordo com a Conectar, esses municípios devem enviar o requerimento de adesão já com a autorização da Câmara, até o dia 19, com a assembleia de instalação do consórcio já agendada para o dia 22.

Para que os municípios possam participar da Assembleia Geral de instalação do Conectar, a aprovação pelos vereadores é obrigatória. E deve chegar junto com o projeto de lei aprovado.