Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

PMS leva mais segurança para a zona rural

Edição nº1733 - 26 de Junho de 2020

Com o objetivo de somar esforços junto ao trabalho desenvolvido pela Polícia Militar Rural e de levar mais segurança à zona rural do município, o prefeito Wesley De Santi de Melo entregou à Guarda Municipal Rural, na manhã dessa quarta-feira 26, no Centro de Apoio ao Produtor 'Anésio Gonçalves de Melo, uma viatura exclusiva para patrulhamento nos povoados e nas estradas que cortam o município.

 

Ao entregar a viatura à Guarda Municipal, o prefeito Wesley salientou o trabalho da Câmara ao apoiar o autor da indicação, vereador Luiz Devós, diante da importância do projeto para a segurança do homem do campo, adiantando que, em breve, a zona rural do município será toda monitorada com câmaras de vídeo. 

“O sistema de monitoramento reflete no comportamento do meliante, que vai procurar um lugar, uma cidade que está desguarnecida, que não é monitorada, por isso vamos também implantar essa tecnologia em nosso extenso município, com o objetivo de proporcionar mais segurança ao homem do campo. Com o patrulhamento já realizado pela Polícia Militar Rural, com o apoio agora da Guarda Municipal Rural e com o vídeo monitoramento no campo, temos a certeza de que o índice de criminalidade na zona rural vai diminuir ainda mais”, disse o prefeito parabenizando o comandante Walmir Maurício Dias pelo trabalho que tem sido feito pela Polícia Militar no município. 

“Temos uma preocupação muito grande com a segurança, porque foi um dos pedidos da população feito durante a campanha eleitoral.Implantamos na cidade e agora estaremos atendendo também a zona rural, visando preservar a vida do homem do campo, que é quem traz a riqueza para o nosso município”, disse, reafirmando que a parceria com o Sindicato Rural está firme e que a primeira câmera será instalada no povoado das Sete Voltas. 

“O proprietário rural pode até vir morar na cidade, mas aqueles que permanecerem nas suas fazendas também terão a sua segurança com o patrulhamento e com as câmaras de vídeo instaladas em pontos estratégicos da zona rural. Portanto, o homem do campo pode até vir para a cidade, mas não será por falta de segurança.  Nós temos que dar o mínimo de condição para que vivam na sua propriedade”, prometeu, ressalvando o prejuízo que a pandemia gerou ao município. 

“Esta pandemia desorganizou um pouco a vida do município, já perdemos cerca de R$ 10 milhões de receita, mas isto não vai nos deixar esmorecer. Isso tudo passa e as pessoas ficam, por isso vamos dar continuidade, sim. E até que isso seja concretizado, estamos entregando esta viatura para reforçar o trabalho de segurança no município”, finalizou, orientando para que, neste primeiro momento, a Patrulha Municipal  Rural visite fazenda por fazenda do município. “Vocês serão parceiros da Polícia Militar em prol da segurança e da zona rural. Que as ações de vocês cada dia sejam mais efetivas”.

 

Representando a Câmara, o vice-presidente Edmilson Peres parabenizou o prefeito Wesley De Santi por ter acolhido a indicação do vereador Devós e defendeu o vídeo monitoramento das estradas rurais, conforme também defenderam os demais oradores. “As palavras do comandante Maurício nos deixam satisfeitos ao saber que a cidade diminuiu muito a criminalidade, graças às ações do prefeito Baguá com o vídeo monitoramento implantado na cidade. E agora, através de parcerias que estão sendo firmadas, conforme revelou, a zona rural também terá essa tecnologia instalada em pontos estratégicos. que para sair do município tem que passar por eles. Sete Voltas onde está começando o monitoramento é um deles. Iniciativas como essas nos deixam satisfeito, porque os moradores da zona rural precisam de segurança”, ressaltou.  

 

PM Rural abaixa índice de criminalidade

 

Para o Tenente Maurício Dias (foto), a patrulha municipal rural vem para somar. “A PM está sempre trabalhando com a guarda municipal na cidade e agora poderão estender esse trabalho conjunto também na zona rural. Para nós esta soma de esforços é muito importante, porque o nosso efetivo não é tão grande, então quanto mais recurso tivermos para somar, melhor para a comunidade rural. O município é muito extenso e não podemos descuidar e deixar de dar a devida atenção”, ressaltou, resumindo o patrulhamento feito na zona rural pela PM.  

“O município, que é divido em rotas, conta com uma equipe da Polícia Rural ativa, com patrulhamento três vezes por semana, e de acordo com as necessidades e ocorrências.  “Temos uma viatura para a patrulha rural e uma equipe que é designada exclusivamente para esse serviço, em Sacramento e Conquista, com um resultado que aponta uma quantidade baixa de crimes”, avaliou, salientando que o reforço que chega através da Guarda Municipal será muito importante.

 

“O vídeo monitoramento de Sacramento, que já serve de modelo para outras cidades, chega em breve à zona rural. Há um projeto para implantar o sistema em pontos estratégicos e isto é de suma  importância, porque com a falta de pessoal, a tecnologia ajuda muito. O sistema é muito eficiente”, disse agradecendo os apoios que a PMMG tem recebido dos poderes constituídos do município.  O guarda João Antônio da Silva (João Caiana), comandante da Guarda Municipal (GM), falando ao ET, disse que o serviço vai aumentar, mas o efetivo também. “Os novos guardas foram aprovados em concurso, inclusive uma mulher, que até então não tinha na guarda e vão ser chamados para juntos  atuarmos agora também no patrulhamento rural, juntamente com a Polícia Militar Rural. E desde já parabenizamos o prefeito Baguá por disponibilizar essa viatura que, com certeza, vai aumentar a segurança da zona rural, afirmou, destacando que a patrulha municipal rural vai contar sempre com dois GMs em dias alternados no patrulhamento rural. 

 

Produção rural responde por 30% do PIB do município

 

O vereador Luís Devós autor do projeto, subscrito pelos vereadores Luster Fernandes e Marcos dos Santos Pires, destacou a importância da Patrulha Rural Municipal, justificando as 3.500 propriedades rurais existentes no município, cuja área de 3.070 Km² está entre as maiores do Estado.

“- Sacramento, com seus 3.070 km², ou seja 307.000 hectares, 26.185 habitantes, dos quais 25%, mais ou menos 6.500 residentes na zona rural, nas 3.500 propriedades rurais, sítios e fazendas, dos quais, aproximadamente 3.000, são de pequenos produtores de 1 a 200 hectares, com uma produção agropecuária que fatura por ano, aproximadamente, R$ 750 milhões, o que representa 30% do PIB municipal, que deverá chegar em pouco tempo a 50%”.

Completou sua justificativa, ao apresentar o projeto na Câmara, afirmando que a zona rural, diante do patrimônio expressivo que representa, tem que ter uma segurança a altura. “Como homem de origem rural e como vereador vi que esse patrimônio todo não pode ficar descoberto, sem segurança. Ainda mais considerando a posição geográfica do território em sentido longitudinal com mais de 200 km de um extremo ao outro e ainda mais, confrontando sua grande parte na divisa com outro estado, dificultando a segurança militar existente e facilitando os acessos e as fugas dos inconvenientes”, justificou, agradecendo pelo atendimento a sua indicação.