Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1754 - 27 de Novembro de 2020

Leilão Direito de Viver arrecada mais de R$ 280 mil

Edição nº 1754 - 27 de Novembro de 2020

Com o apoio de 50 voluntários e empresas da cidade, a Associação de Voluntários Direito de Viver, de Sacramento, realizou no último sábado 21, a 14ª edição do Leilão Direito de Viver, em prol do Hospital de Amor, de Barretos. “O evento, realizado no Sacramento Leilões (Bela Vista) pelo trio de voluntários, Guilherme, Sílvio e Émerson, foi determinante para o excelente resultado alcançado”, reconheceu em entrevista ao ET, a coordenadora da Associação, Aline Silva Cardoso, lembrando que o Leilão de 2020 quase não foi realizado.  

“- Devido a pandemia da covid-19, havia muita incerteza sobre a realização do leilão, mas com fé, trabalho e prudência, a organização do evento foi se estruturando e conseguimos atingir o objetivo de não faltar a ajuda anual de nosso município, ao Hospital de Amor, de Barretos”.

Para Aline, que assumiu a coordenação do Leilão Direito de Viver, em 2016, a convite da Adari da Floricultura, outra voluntária pioneira, a experiência e a prática dos primeiros colaboradores voluntários, que realizaram a primeira edição do leilão, em 2005, à época coordenado por José Ezequiel Dantas, o Dedé da Loja Central, foi decisiva para a concretização do leilão deste ano. “Após alguns anos sem a realização do leilão, a convite de Adari, assumi a coordenação do Leilão Direito de Viver e, desde então, conforme confirmam os números tem crescido ano após ano”, aponta, revelando a arrecadação deste ano. 

“O leilão 2020 superou bastante nossas expectativas, com uma previsão de faturamento acima de R$ 280.000,00”, afirma, debitando o crescimento à ajuda de novos voluntários e novos parceiros empresariais. “A participação dos empresários Guilherme, Sílvio e Émerson, da Sacramento Leilões, foi determinante para o excelente resultado.  Ajudou bastante também o fato de termos fundado, no ano passado, a Associação Direito de Viver, permitindo relação mais formal com empresas parceiras e pessoas apoiadoras de nossa causa”.

Concluindo, Aline ressalta que o trabalho da Associação não envolve apenas a realização do leilão, o evento carro-chefe. 

    “Muito importante é a campanha 'Passos que Salvam', um trabalho coordenado pela Adari, que se devolve como um pré-evento de disseminação e conscientização da população, especialmente pais, professores e profissionais de saúde, acerca do diagnóstico rápido e precoce do câncer infantil, fator que eleva em muito as chances de cura. Destaca-se também a campanha de coleta das tampinhas rígidas de plástico, que além de ajudar financeiramente o hospital, presta um serviço ambiental”.

Por fim, a Associação Direito de Viver, através da coordenadora Aline Cardoso, agradece a todos que contribuíram para não “deixar a peteca cair, cada um dentro de suas possibilidades e capacidades. Um ano difícil e marcante, porém com fé em Deus e trabalho, conseguimos prosseguir canalizando esforços para ajudar essa obra tão importante como é o Hospital de Amor”.