Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

EM Luiz Magnabosco ganha reforma

Edição nº 1748 - 09 de Outubro de 2020

O projeto Revitalização de Prédios Públicos chega agora à escola Municipal Luiz Magnabosco, no bairro Perpétuo Socorro, que há muito vinha reivindicando uma intervenção, devido ao estado em que se encontrava. A reforma deve ser entregue brevemente à comunidade escolar. De acordo com o engenheiro Sérgio Alves Araújo, secretário de Obras e Serviços Urbanos da Prefeitura, que vistoriou esta semana a escola, a revitalização está sob a responsabilidade da Construtora Jaguar.

 

Além da troca de 1.500 m de piso das salas de aula e demais dependências, estão sendo reformados os banheiros, construindo uma cobertura na entrada da escola e uma recuperação completa do telhado. Como as telhas estão em ótimo estado de conservação, segundo o secretário, não é preciso substituí-las, mas revitalizá-las com uma boa limpeza, lavação e posterior pintura. Mas o maior problema da escola que, inclusive, impossibilitou os alunos de fazerem aulas práticas, jogos, brincadeiras e atividades artísticas é a quadra do estabelecimento. Os pombos tomaram conta. Transformaram a estrutura metálica da cobertura da quadra em um ninhal. 

O que se percebe é que, mesmo antes da pandemia e do recesso obrigatório devido ao novo coronavírus, os alunos não tinham condição de fazer sua ginástica e promover jogos na quadra, tamanha era a sujeira que os pombos provocam diariamente, por construir ali seus ninhos. O piso da quadra está uma imundície, sequer dá pra caminhar. 

A solução, segundo o secretário Sérgio, é acabar com o ninhal. Um serviço complicado que está começando agora. O ambiente será totalmente vedado com tela para impedir a entrada dos pombos, além de uma proteção nas vigas da estrutura metálica, local preferido das aves. Do jeito que está é impossível praticar qualquer esporte no local e quem fica no prejuízo são os alunos. 

Para Josimar, trata-se de um trabalho extenso e complicado, porque a escola é muito grande e está toda tomada pelos pombos. “Mas o prédio da escola ficará novo e esperamos que dentro de 30, 40 dias esteja tudo concluído”, prevê o empresário responsável pela empresa Jaguar, que assumiu a obra e que, segundo ele, prossegue em ritmo normal, com previsão de entrega dentro do cronograma.

“Está tudo conforme a previsão, num ritmo de trabalho normal, com um bom número de trabalhadores na sua execução. Nós temos um compromisso com a escola, de concluir a reforma o mais rápido possível”, promete.

 

Escola sem aulas presenciais
De acordo com a diretora Elisangela Cristina de Oliveira, que assumiu a direção em janeiros de 2017 com as vice-diretoras, Arlete Marcondes Silva e Eliana Lima Barbosa, a escola estava em bom estado físico, porém necessitando de algumas reformas, principalmente, para o acesso a quadra e parquinho, mas com o passar do tempo foram surgindo vários problemas, dentre eles uma invasão de pombos, exigindo assim uma reforma geral. 
“Houve a necessidade de intervirmos junto a Prefeitura Municipal solicitando apoio para a reforma geral do prédio. Neste ano, por conta da pandemia tivemos que suspender as aulas presenciais, trabalhando através de vídeo aulas, e enviando atividades impressas para todos os nossos alunos do ensino fundamental, inclusive os que moram na zona rural, o que facilitou o acesso da empreiteira nas dependências da escola, para essa reforma geral”, reconheceu a diretora.