Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1751 - 30 de Outubro de 2020

Família Diogo realiza a I Festa do Chapéu

Edição nº 1463 - 01 Maio 2015

Animação total no sábado, dia 25, na fazenda Diogo, na I Festa do Chapéu, que reuniu mais de 200 pessoas de uma das mais tradicionais famílias sacramentanas, de origem portuguesa. Filhos do português Carlos Diogo que chegou ao Brasil no início do século XX, casou-se com Francisca Rosa e tiveram 19 filhos: Luiza Augusta (Antenor), Luiz Alberto (Ivone), Antônio Carlos (Maria Antônia), José Rosa (Rita), Francisco (Maria das Graças), Inácio (Leila), Vicente (Marta), Maria Inácia (José de Freitas), Fernando (Olga), Inês (Édio), Pedro (Helena), Adriano (Terezinha), Victor Rosa, Jorge (Abadia), Maria Helena (Robson), Maria de Fátima (Carlinho), Miguel (Leuza), Carlinho e Regina e mais dois  filhos do coração, Vicente de Paula (Célia) e Aurora (Miguel). A prole de Carlos Diogo e Francisca rende dezenas de netos e bisnetos.  E a família por si só já faz uma bela festa e foi o que aconteceu na I Festa do Chapéu, que foi idealizada por  Adriano e Carlinho de Freitas. Adriano foi o primeiro festeiro e coordenou a grande festa. De acordo com o filho Fernando,  as reuniões de família eram feitas por ocasião de aniversários, final de ano, festas juninas... “Agora nasceu mesmo um motivo para toda a família se reunir, a Festa do Chapéu que pegou muito bem. Para todos, homens e mulheres, o convite/passaporte é o chapéu. E aí é só risada e diversão, boas lembranças, além de churrasco e bebidas com participação de todos”, revela o filho, acrescentando que a festa foi a primeira de muitas que virão. E esta, por ser a primeira, vai ficar marcada, já entra para a história, afinal foram mais de 12 horas de festa que começou ao meio dia e a animação rolou até às 3h da manhã.Bem disse Elmer Edward Klumpp, que “a felicidade de ter presença da Família unida e feliz, não só no Natal, supera qualquer presente que possa estar debaixo da árvore”. Parabéns, família Diogo.