Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

De olho na rede

Edição nº 1451 - 06 Fevereiro 2015

INDIGNAÇÃO E SOLIDARIEDADE

A trágica morte do empresário sacramentano, Paulo Cesar Martins (Lambreta) na noite da quarta-feira 4, abalou a cidade e em especial o pacato bairro do Rosário, onde Paulo nasceu e sempre viveu. Padre Eduardo Ferreira e Sérgio Márcio de Oliveiras, em seus programas pela Rádio Sacramento na manhã da quinta-feira, lamentaram o corrido, solidarizaram-se  com a dor da família e amigos,  e cobraram melhores leis para proteção do cidadão de bem. A morte de Paulo César tomou contou das redes sociais, demonstrando um misto de  solidariedade, indignação e revolta...

Cristina Alves: Cidade em luto! Deus nos conforte  a todos!

Danylo Gonçalves Silva: fez homenagem postando  uma foto de Paulo: Vai com Deus Paulo César, nossa cidade perdeu um grande homem,  uma referência!

João Bosco Martins: Uma família tradicional de Sacramento sendo atingida de forma tão impiedosa. Todos nós fomos atingidos. E as promessas políticas quanto a segurança? Onde estão nossas autoridades? E o poder público? Senhor Prefeito, senhores vereadores? Estamos de luto.

Mayton T. Machado: Inacreditável!!! O Lambreta de quem todos gostam, sabem quem essa pessoa é... Perder uma pessoa assim é demais.

Oswaldo Peris: Infelizmente nosso mundo se transformou nessa coisa sem controle esperamos que façam e ajam de acordo com o que for preciso. Que Deus o tenha, meu grande amigo e conforte seus familiares. 

Luiz Anjélica Borges: Urgem mudanças nessas leis mal feitas.

Bruno Martins: Temos que nos indignar! Afinal, não somos gente? O que anestesia o nosso povo? Nada justifica essa passividade...

Guilherme Fonseca: Fui criado vendo o Lambreta quase todos os dias, uma pessoa do bem,  que só trabalhava e, de repente, uma morte tão brutal por vagabundos. Cansado de ver essa impunidade, cansado de ser vítima. Temos que nos unir e buscar soluções. Indignado com tudo que está acontecendo!

Jéssica Melo Fonseca Bonfim:  É realmente um absurdo o que está acontecendo em nossa cidade! Uma grande perda!

Ricardo Brischi: Conversei muito pouco com o Sr Lambreta, porém ele foi sempre uma pessoa que admirei em Sacramento. Com certeza ele é um espírito de paz... Vai fazer muita falta na nossa cidade!

Bruna Gobbo: Que Deus console os corações da família do Sr. Lambreta... Sacramento já foi uma cidade tranquila e pacífica  e  a cada dia que passa vemos apenas tragédias...

Sérgio Borges: (Poião) Descanse em paz, amigo Lambreta.

Marcinho Dias: Triste, muito triste, Lambreta, você se foi, homem simples, homem honesto, homem trabalhador. Um certo dia, meu pai foi a um supermercado da cidade, de um parente nosso, comprar um pacote de cinco quilos de arroz, mas ele disse 'não'. Meu pai, falou: 'Vou até o Lambreta, foi meu colega de caminhão, acho que não vai falar 'não'.  Isto faz onze anos! Até hoje as compras de minha família são feitas lá na Mercearia Toscano. Obrigado, Lambreta, obrigado a toda família da Mercearia Toscano. À família, nossos sinceros votos de pesar pelo passamento de nosso querido amigo!

 Taylor Silva: Essa foi a gota d'agua, absurdo! Sacramento perdeu mais uma pessoa de bem, honesta, cara super tranquilo, pela falta de segurança que estamos. Vagabundos solto pelas ruas, até quando?

Sandra Gonzaga: Estamos entrando numa guerra sem volta, onde somos prisioneiros em nossas casas, enquanto quem não tem coragem de trabalhar, tira o pouco que conseguimos com esforço. Ontem mesmo eu o vi,  um senhor tão atencioso... Já que vai roubar, por que tem que matar? Muito triste!

Thiago Scalon: S.O.S. Sacramento! Mais segurança na cidade pelo amor de Deus! Quantas vidas serão necessárias para que as autoridades ajam com maior rigidez e usem de seu poder coercitivo e repressivo?

Adriana Massa: Sem palavras, Renata,  Dalila, Paulo César  e toda a família, nesse momento de tanta dor... Só nosso Deus para  amparar e dar o conforto aos familiares e amigos... Muito triste e revoltante com o que aconteceu... 

Alice Ribeiro:  A situação é desesperadora, eu estou em pânico. É uma mistura de revolta e tristeza profunda. A marginalidade está sem freio. Medidas drásticas precisam ser tomadas. Cadê nossa Sacramento pacata e tranquila? Ou as autoridades compram essa briga por nós, ou não sei onde vamos parar com tanta violência.

Daniela Gomide: Muito triste e lamentável! Sacramento chora a perda do nosso amigo, e sente muito pela perda da paz!

Moisés Ferreira: Deixo aqui registrada minha indignação com a tragédia ocorrida, Não há luz no fim do túnel  e sim a gota d´água que vai transbordar a insatisfação com a nossa situação de cidadãos, que trabalham para um mundo melhor,  mas o que recebe é o descaso do poder público. Estamos num sistema falido que faz a pessoa honesta ficar encarcerada em suas próprias casas,  cheias de grades, que  trazem uma falsa segurança,  já que temos que sair pra trabalhar para sustentar essa corja de ladrões que usam nosso dinheiro, dedicação, suor para sustentá-los, vagabundos, assassinos...

Poliana Felipe: Infelizmente, hoje a lei está do lado do bandido!

Gustavo Maluf: (...) Se continuarmos a olhar tudo de braços cruzados ou ficarmos somente teclando revoltados no ambiente virtual, a guerra real continuará a ser perdida pelo bem. Que Deus ampare a família toda, dê forças para continuar... Sacramento inteira, em peso, está com todos vocês. Força! 

 

Joana D´Arc: Muito triste...parece que até o céu chorava, pois choveu no momento exato da despedida pra sempre do grande amigo, carinhosamente,  conhecido por Lambreta... Meus sentimentos a todos, amigos e familiares. Que Deus lhes dê forças para um recomeço sem dores mantendo dentro deles os bons momentos que com ele passaram e que ele seja acolhido no reino de glórias...  


ESCOLAS DE SAMBA FARÃO EVENTO BENEFICENTE

MGTV 1,  em matéria veiculada no dia 26/01: Escolas de samba de Sacramento  realizarão evento devido à suspensão  do carnaval de rua. 

Edson Gomes Mattos: Que tenhamos muito samba no pé, paz entre os participantes e uma bela arrecadação destinada as instituições beneficiadas pela iniciativa das Escolas de Samba de Sacramento!

Carlos Henrique Oliveira: PARABÉNS pela atitude Adriana Rosa, Roselaine Idualte e Tucano (representantes das escolas de samba). Por natureza, o carnaval é um manifesto popular e acima de  tudo cultural e será show mesmo, vocês mostrarem a força das escolas e, principalmente, a união.

 

Gilberto Gonçalves: Sacramento é forte. Chegou a hora da cultura e tradição de gerações manter vivo o espírito feliz do nosso povo e superar um equívoco breve chamado atual prefeito.