Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

De olho na rede

Edição nº 1448 - 16 Janeiro 2015

E O CARNAVAL...?

Alexandre Eduardo: Gente,  vai ter carnaval esse ano aqui em sacramento ou não”

Beatriz Kelly: Hmm... Que estranho! Pelo primeiro ano (2013) de prefeitura tive uma imprensão de que carnaval fosse prioridade nº 1.

Luciana Alves Batista:  Não precisava ter gasto dinheiro com aquele trio elétrico ! O som do Rei era muito bom, o que vale é a festa!

José Walter de Oliveira:  Também  concordo. Na rua com apenas o som do Rei sem gastos exagerados meia boca...

Mariléia Abadia Alves Martins: Sem trio elétrico, por favor, som do Rei!!!

Vitoria Cardoso: Na minha opinião deveria ter sim o carnaval , pois já virou tradição  em nossa cidade,  mas sou contra o trio elétrico,  já ficou repetitivo todo ano a mesma banda,  ninguém merece!  O som do rei seria o ideal !

Saionara Cassia:  Não deixa o carnaval morrer, não deixa o carnaval acabar , Sacramento foi feito de samba de samba pra nos alegrar... Não precisa de trio,  mas esperamos sim que tenha um sonzinho do nosso querido e amigo Rei.....

Rosimary Idualte, na entrevista ao ET sobre o Carnaval, citou uma postagem do vice-prefeito Geraldo Majella  e o mesmo foi compartilhado na página “Por uma Sacramento Melhor”. Confiram:

Geraldo Majela Carvalho, 11 de janeiro às 15:14: Em resumo, o vice inicia afirmando que a decisão não é sua, mas aceita a decisão tomada pelo prefeito Bruno em não realizar o desfile, diante da crise: “... Acredito ser uma TEMERIDADE muito grande realizar uma festa que anualmente gera custos, diretos e indiretos, próximos a UM MILHÃO DE REAIS aos cofres públicos nesse momento em que enfrentamos uma GIGANTESCA CRISE MUNDIAL que tanto está afetando as receitas federais, estaduais e principalmente municipais”.  Citando a queda de arrecadação do município, Geraldo conclui: “... Consciente de que um governo austero e progressista se faz com ações corajosas, e sabedor da necessidade de priorizarmos investimentos em saúde, educação, valorização dos funcionários públicos, reforma e construção de moradias, ficarei muito feliz por participar ativamente de um governo que, em tempos de crise, deixou de realizar a maior festa popular para investir no que realmente o povo necessita”.

 

ENQUANTO O CARNAVAL NÃO CHEGA, O MATO CRESCE...

Wesley Timoteo: Meu Deus,  as pracinhas de Sacramento estão  uma vergonha, o capim está mais alto que a gente ! 

Carlo Cerchi:  O prefeito mandou não limpar,  é pra tratar dos cavalos da rua...

Beatriz Kelly:  Kkkk, agora tem até cavalos de rua?!

Sophia  Bonetti: Está uma vergonha! Outra coisa que andei reparando  foram os tais canteiros do centro... (...) Tirou todos os coqueiros pra ficar ainda mais feios os canteiros!

Karine Alves Florencio: Se fossem só as pracinhas que estivessem abandonadas... 

Leonardo Santana:  Graças a Deus arrumaram a do Bairro de Lourdes, cortaram toda a grama, tiraram os matos das beiradas, plantaram umas 15 mudas de árvores em volta e no meio da pracinha,  vai ficar muito boa cheia de sombra e ainda pintaram em volta.

Dudu Barreto Aline Melo: Nuuuu a do Maria Rosa está horrível!

Michelle Daniel: Está cidade inteira esquecida. Daqui uns dias não tem como nem andar nas ruas por que já não são mais buracos estão virando crateras. 

 

Luiz Antonio Sinhoreli:  Esta é a situação da rua José Lucas da Silva Julio, abandono total, matos, calçadas obstruídas...

 

FALTA DE CONSCIÊNCIA OU RESPEITO SOBRE O LIXO?

José Bonifácio Silva:  (...) Não sei se anteontem ou ontem, surgiu bem em frente à garagem de casa esse entulho que está aí na foto. Queremos acreditar que esse rejeito veio de longe, considerando que a nossa vizinhança é formada por pessoas instruídas, das mais diversas profissões e áreas. Quem teve a brilhante ideia de dispensar um sofá e um colchão e colocá-los no canteiro central e na porta de nossa garagem? Não seria mais fácil solicitar previamente que a prefeitura fizesse o recolhimento? Tirar o lixo de dentro de casa e jogar na rua é sujar também a sua casa (cidade). (...) O lixo é um dos grandes problemas vividos pelo homem que se diz moderno e só com conscientização e iniciativas partindo de cada indivíduo, poderemos ter um futuro melhor.

Tamara Recidive:  Excelentes e sábias palavras, Zé! Vejo, num geral, que o povo anda muito mal educado, sem educação mesmo! O certo mesmo é pegar este entulho e colocar bem na porta do cidadão que cometeu tamanha babaquice... se soubéssemos quem foi... Espero que ele/a leia estas palavras...

Edson Gomes Mattos: Um dos melhores textos que tive oportunidade de ler no grupo. Parabéns!!!

Maria Gomide: Uma coisa digo,  estou com vergonha! Vários parentes e amigos que moram fora me perguntaram por que Sacramento está assim?  Tudo parece estar abandonado! Mato,  lixo... Isso e um absurdo!... 

Cristina Silva: A respeito do lixo, penso que cada um deve ter consciência e fazer a sua parte, pois qualquer prefeito que ali entrar não vai fazer milagre e quanto ao resto realmente está precisando melhorar e muito.

 

Lúcia Eliza Santana Pereira:  Quanto ao lixo, diga a seus parentes que é 'porcandade' do povo...Gente sem noção. Nem todos, mas tem alguns que são bem exagerados... É o cúmulo do absurdo...