Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

ASAA e UHE ministram curso para entidades

Edição nº 1465 - 15 Maio 2015

Representantes de três entidades sacramentanas, Terno de Congado Guarda de São Benedito, Terno de Moçambique Na. Sra. do Rosário e Prosa Boa e Arte reuniram-se no sábado 9 para um curso confecção de instrumentos musicais a partir da utilização de materiais recicláveis. Ministrado pelo músico Ivan Luiz Gomes (Mr Dark Blue Eyes), através da  Associação Sacramentana de Artistas e Artesãos (ASAA), patrocinado pelo Consórcio da UHE Igarapava, o curso teve a duração de oito horas, com direito a certificado. 

Avaliado pelo presidente da ASAA, Rhaavi Dionísio, como excelente, e que só foi possível realizar graças ao apoio do Consórcio da Usina Hidrelétrica de Igarapava, os participantes, além do conhecimento teórico sobre a história dos instrumentos, aprenderam novas alternativas, novas práticas e como fabricá-los usando materiais recicláveis sem depredar a natureza. 

O instrutor do curso, Ivan Luiz Gomes, que tem o nome artístico de Mr. Dark Blue Eyes, é um pesquisador e amante do Blues, cuja paixão o levou a confeccionar réplicas de instrumento musicais, totalmente rústicos e com materiais recicláveis como os escravos americanos faziam no século XIX. 

“- Descobri as cigar box guitars e os washboards pesquisando sobre o blues, suas origens e os primeiros instrumentos usados. Como os negros ex-escravos não tinham condições de comprar um instrumento, eles começaram a adaptar caixas de charutos que viravam guitarrinhas, tábua de lavar roupa que virava instrumento de percussão...”, conta em entrevista ao ET, demonstrando seu encantamento. 

“- Fiquei encantado com esses instrumentos, os sons que eles produzem, com a criatividade desse povo, os personagens que criaram e desenvolveram o blues. Assim como eles usavam materiais reciclados para a confecção dos instrumentos, adotei a mesma ideia. Eles usavam porque não tinham grana, condições, e tinham que se virar com o que aparecia', diz mais, explicando que ele usa esses materiais “por opção, por ser ecologicamente correto e esteticamente bem interessante, diferente”.

Chegando a Sacramento em  2012, também por uma opção pessoal, diz mais que sempre  que pode repassa esse conhecimento. “Gosto de levar esse conhecimento da cultura dos ex-escravos americanos para as pessoas. Isso é cultura, um trabalho bonito que valoriza a cultura musical e a reciclagem”, afirma.

No curso, Ivan ensinou a fazer a cigar box guitars, uma guitarra criada nos idos de 1840 com caixa de charuto, de bolachas, e, no instrumento de percussão, são usadas latinhas de extrato, milho, óleo, tampinhas de garrafas de metal. 

Sobre o curso, Mr. Dark  destaca o interesse dos participantes e a ligação entre as culturas brasileira e estadunidense. “É muito bom quando temos essa oportunidade e o  interesse deles foi surpreendente. E o interessante é que  assim como os ternos de Moçambique e congado nasceram com os negros no Brasil, o blues também nasceu com os escravos nas fazendas americanas e o curso tem tudo a ver e são instrumentos que podem ser aproveitados, introduzidos e usados por eles nas suas atividades, afinal as raízes são as mesmas”.