Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

AGRO ZAP abre filial em Sacramento

Edição nº 1469 - 12 Junho 2015

Com a presença de diretores proprietários da empresa, funcionários e mais de 300 convidados a Agro Zap, empresa voltada para o ramo do agronegócio, inaugurou com um churrasco  sua filial em Sacramento. A partir desta segunda-feira 15, abre as portas para atender a vasta clientela de produtores rurais espalhada pelos mais de 3 mil Km² do município e região.  

Estiveram prestigiando o evento os fundadores da empresa uberabense, Armando Souza Facirolli, Vagner Valim Scalon  e José Mauro Barrelin, que comemoram a abertura da segunda filial em Sacramento com outros dois sócios, Thiago Siqueira Garcia e Iran Pinheiro Silva. 

Fundada em 2001, a Agro Zap começou sua expansão abrindo sua primeira filial em Santa Juliana. E chega agora em Sacramento com a mesma dinamicidade da empresa matriz. “Temos  há algum tempo  um gosto por Sacramento e toda essa região e a vontade de abrir essa filial, que se concretizou agora com as parcerias e as pessoas certas. Dessa forma, vimos nos tornar mais um parceiro para os produtores do município e da região”, comemora Armando Facirolli. 

 

Sua lavoura começa aqui!

Com o lema, “Sua lavoura começa aqui”, a Agro Zap  é distribuidora autorizada da Bayer na região, e  chega trazendo produtos de alta qualidade e um grande diferencial: a parceria com o produtor. “Nosso lema é “Sua lavoura começa aqui!”, por acompanhamos a lavoura desde a análise do solo até a colheita, uma assistência completa. Temos uma equipe com mais de 20 agrônomos na três lojas, Uberaba, Santa Juliana e agora Sacramento. Não vendemos, simplesmente,  por vender, acompanhamos a lavoura,  somos companheiros e parceiros do produtor”, afirma Facirolli.

Convicto de que o meio rural continua sendo um dos grandes esteios da nação, Facirolli, destaca a prioridade agrícola do país. “Somos um país agrícola, somos  agricultores e acreditamos, com muita fé, na agricultura. Estamos passando pelo segundo ano consecutivo de seca na nossa região e, com isso, estamos   passando um certo sufoco, mas vamos sair dessa”.

De acordo com Facirolli, o produtor rural é persistente. “O produtor rural não desiste nunca e vamos vencer. Não só a Agro Zap, mas todas as empresas, estamos passando por uma crise difícil, reflexo da economia do país, mas ainda assim acreditamos que teremos um ano bom, se Deus quiser. A safrinha está recorde e, acreditamos ter uma boa safra verão 2015/16 e as coisas vão voltar ao normal a partir do ano que vem. É nisso que acreditamos, do contrário não estaríamos aqui inaugurando uma filial”, frisou.

Os três idealizadores e fundadores da Agro Zap, Armando Souza Facirolli, Vagner Valim Scalon  e José Mauro Barrelin são de origem rural e a loja nasceu, digamos,  com conhecimento de causa,  da experiência vivida como produtores rurais desde  que  nasceram e continuam a se dedicar à agricultura. 

“- Somos agricultores, produtores rurais e esse é um dos grandes diferenciais da Agro Zap, porque viemos da roça, a gente conhece o assunto, as dificuldades e os problemas porque passa o produtor e, suas necessidades. A Agro Zap é  o que é, justamente, porque viemos da roça, temos conhecimento de causa. Nosso pensamento é de que aquilo que a gente não quer pra gente, não quer para os outros, por isso nossa parceria e   companheirismo. E trabalhamos com produtores de marcas, de empresas conceituadas  do Brasil: Bayer, Lufarma, Adama, Heringer, Bio Soja e outras, além de sementes, calcário, gesso, adubo, etc. Estamos no mercado há 13 anos, sempre buscando fazer  o melhor para o produtor rural, que como nós, sabe bem do que precisam e que queremos uma parceria duradoura com a classe”, afirma Vagner Valin Scalon.

 Pra matar a curiosidade, Facirolli  e Scalon explicam o que significa o 'Zap' da logo da empresa. “É o  'Zap' do baralho, mesmo. Queríamos uma empresa forte, e Zap é Zap, o único que mata o sete copas, assim é a Agro Zap, mata todos os problemas da lavoura”, afirmam, agradecendo o prestígio da classe rural na festa de inauguração. 

“- Para nós, é uma alegria muito grande, acredito que isso é um reconhecimento do trabalho que vimos fazendo na região. É o pessoal acreditando que vamos fazer um bom trabalho e o produtor pode ter certeza de que chegamos e vamos com o Thiago e o Iran atender a expectativa de todos”. 

A festa de inauguração da Agro Zap foi abrilhantada pela dupla uberabense, Carlos Viola e Zé Airton.

O jovem empresário sócio na Agro Zap Sacramento, Thiago Siqueira Garcia  também agradece o prestígio. “Tivemos uma grande presença dos produtores rurais e agora vamos fazer valer a credibilidade que estão depositando na empresa na cidade, investimento”, afirma, destacando que a Agro Zap emprega inicialmente seis pessoas.

Para o Consultor Técnico, Luciano Caetano de Souza, radicado em Sacramento há 15 anos, atuando sempre no ramo do agronegócio, com consultoria agrícola em várias empresas, a chegada da Ago Zap na cidade, representa mais uma opção  para o produtor na prestação de serviços de venda de produtos diferenciados,  acompanhados de assistência técnica especializada”. 

O produtor rural, Cesar Pirajá, elogia a iniciativa do grupo de sócios destacando que a empresa traz benefícios ao município. “Quem sai ganhando é Sacramento, é sempre muito bom a chegada de mais uma revenda para auxiliar e trabalhar com os produtores. Sejam bem-vindos! Já conheço e trabalho com a Agro Zap, sem dúvida é um ganho para todos nós”, avaliou. 

Igualmente, o produtor João Fernandes elogia a vinda da empresa pra cidade. “Muito bom para Sacramento e ótimo para nós, produtores”. 

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Hermógenes Vicente Ribeiro, compartilha a mesma avaliação. “É mais uma empresa ligada ao agronegócio que vem trazer seus  produtos e trabalhos de orientação e acompanhamento  para a classe rural. Ter um grupo que acredita na cidade é muito bom e, para o agronegócio que é o suporte do país só vem somar. E isso é muito importante, porque  Agronegócio é que vem fazendo a diferença no município, no estado e no país que, só não está pior, graças ao agronegócio. Afinal de contas, o produtor rural é um forte, ele nunca desiste”, afirmou.