Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Personalidades do Ano 2014

Edição nº 1447 - 09 Janeiro 2015

Anualmente, o jornal O Estado do Triângulo homenageia pessoas que se destacam por suas atividades e contribuições e pelo legado deixado no seu dia a dia em Sacramento. Desde 1971, quando iniciamos as homenagens com o casal Dr. Leônidas Bertozzi e Noely Bertozzi, 115 pessoas já receberam o título de Personalidade do Ano nesses 43 anos. Em 2014, dentre outros, a reverência vai para a Profa. Ângela Maria Cordeiro Faria; o PM Cabo Jânio; o casal Jamil Salim Leme e Maria Salete Cabral e Leme; o Pastor Márcio Silva; e o pároco Pe. Sérgio Márcio de Oliveira e advogado Amir Salomão Jacob. A eles nossa homenagem.

 

Ângela Faria

A professora Ângela Maria Faria (foto) completou neste início de ano, 42 anos de magistério. A merecida aposentadoria chega como um prêmio a quem se dedicou de corpo e alma à Educação. Tudo começou na Escola Rodrigues Alves em Campinas, no Estado  de Goiás, em 1972, como professora de História. 

Em 1974, já formada, Ângela retornou a Sacramento e seguiu na carreira como professora de História, Moral e Cívica e OSPB, na Escola Coronel José Afonso de Almeida, onde permaneceu até 1997 no primeiro cargo, quando se aposentou.  Paralelamente ao trabalho na Escola Coronel, Ângela lecionou também na Escola Municipal Maria Crema, até 1992. 

Apaixonada pela Educação, seguiu na carreira, mas fora da sala de sala, como especialista em Supervisão na rede municipal até os dias de hoje. 

Sacramentana, filha de José Antonio de Faria (Deda) e Julieta Cordeiro de Faria, Ângela cresceu em Sacramento com os irmãos  Antonino (Tânia),  Abadia (Luciano de saudosa memória) e Alberto (Reny) e perdeu a irmã Delfina aos sete anos.   Ângela só deixou a cidade para cursar História na PUC de Goiânia, depois de concluir os cursos de Magistério na Escola Coronel José Afonso de Almeida e o de Técnico em Contabilidade, pela Escola Municipal de Sacramento. Mais tarde, cursou Pedagogia na Faculdade de Ituverava, pós-graduação na Unifran e Especialização em História da República na Faculdade Barão de Mauá, em Ribeirão Preto.

Ao longo de sua vida, Ângela conciliou com maestria o trabalho na Educação, o casamento enquanto durou e a criação  das filhas Maria Helena Faria Silveira, Arquiteta formada pela UFU, casada com Marco Antônio e radicada em Uberlândia e, Maria Gabriela Faria Silveira, Engenheira Civil, também formada pela UFU, hoje radicada em Goiânia.  Destaque-se ainda o zelo e a presença constante na família, sobretudo os cuidados com o pai, seu Deda, até os últimos dias de vida. 

 

Aposentada, inicia outra jornada a partir de abril próximo e agora, bem merecida. Curtir a vida e o prêmio do descanso  pela nobre missão no magistério público. Infelizmente, deixa Sacramento, passando a residir em Goiânia, mas já garantiu: não vai esquecer a terrinha.  “Minhas origens estão aqui, minha vida, minha história estão aqui...” E leva também o título de Personalidade do Ano pela vida dedicada à Educação.

 

Cabo Jânio

O PM cabo Jânio dos Reis Costa (foto), 60, completos no dia 19/12 é mineiro de Patos de Minas,  filho de Armando Leite da Costa e de Maria Tereza dos Santos Costa. Depois de vários anos de trabalho como auxiliar de viagem no Expresso Araguari, ingressou na Polícia Militar  de Minas Gerais em 1977, aos 23 anos. No ano seguinte, 16/6/1978 concluiu o curso no 15º BPM de Patos de Minas e de imediato foi destacado para Sacramento, onde reside há 36 anos, o que lhe rendeu o título de Cidadão Honorário de Sacramento.

Nunca pediu transferência, porque nunca pensou em deixar a cidade.  Aqui se casou com Cândida Maria Borges há 34 anos e juntos e criaram as filhas Melissa,  casada com Gilberto e, Milena, bióloga, que segue a carreira nos estudos em Farmácia. Cabo Jânio tem  uma neta Maria Eduarda, acadêmica em Administração.  

Em 1997, Cabo Jânio decidiu investir na sua profissão,  fez o  curso de formação de Cabos no 4º BPM de Uberaba e, em 2003 ao completar 25 anos na profissão, passou para a Reserva (aposentou-se). 

Mas cabo Jânio não parou por muito tempo, depois de um ano de  descanso, foi  convocado para reassumir as funções, contabilizando mais dez anos de trabalho para a PMMG e à  sociedade sacramentana, conquistyando ao longo desses quase 37 anos em Sacramento,  inúmeros amigos. 

Ao  completar 35 anos na PMMG,  no último dia 23/12,  leva o mérito de que, mais que um policial, tornou-se uma pessoa muito conhecida  e querida na cidade, por sua  simplicidade e presença  diária  no centro da cidade, acudindo, orientado, apoiando e transmitindo a sensação de segurança a todo o comércio e a transeuntes de todas as idades, ao lado de outros militares.

 

Seu dia a dia é um  ir e vir constante pela Visconde do Rio Branco e a Benedito Valadares, embora sem pressa. Uma paradinha na porta de um banco e outro;  de uma loja ou outra e,  sobretudo, sempre aberto a um sorriso ao dar bom dia ou boa tarde, um aceno pra um conhecido do outro lado da calçada e assim vai cativando os sacramentanos que o têm como um de seus  conterrâneos queridos.  Pelos anos de serviços em Sacramento e o legado junto à sociedade, Cabo Jânio é Personalidade do Ano de 2014. 

 

Os jubilares Jamil e Salete 

O advogado Salim Leme e a Profa. Maria Salete Cabral e Leme realizaram um trabalho conjunto na advocacia como suas vidas  no dia a dia na  criação e educação dos filhos Aline, Thamer e Alexia e, hoje, além de seguirem  na profissão,  jubilam-se com os sete netos.

Jamil Leme nasceu em Sacramento e, por incrível que pareça, na mesma casa onde reside, que após passar por diversos proprietários e locatários, foi adquirida por ele. 

Sua vida sempre foi em Sacramento. Os estudos até a oitava série (9º ano) na Escola Coronel e depois de desistir do curso científico (Ensino Médio) em Ribeirão Preto, cursou o Técnico de Contabilidade na Escola Comercial de Sacramento. E Jamil, homem feito e galante,  enamorou-se de Maria Salete Cabral e Leme, assim que ela retornou a Sacramento em 1958. Ainda criança Maria Salete mudara-se com a família para Araxá,  onde fez os primeiros estudos e de lá seguiu os estudos no  Colégio Progresso, em  Araraquara (SP) por sete anos, onde  fez o Conservatório, dedicando-se ao piano. Em Ribeirão Preto, concluiu o Curso Normal no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. 

Retornando a Sacramento em 1958,  logo ingressou na Escola Normal como professora de Latim e Música para o curso ginasial e, Canto Orfeônico e Língua Portuguesa nos cursos Normal e Técnico de Contabilidade. Professora Salete, como ficou conhecida,  fundou e organizou o Orfeão da Escola e organizou também o Coral da cidade, cujas exibições eram sempre aguardadas com grande expectativa. Mais tarde Salete passou a lecionar Inglês e ocupou também  o cargo de vice-diretora, por dez anos, até se aposentar em 1990, depois de 32 anos no Magistério. Depois de aposentada trabalhou na Secretaria  Municipal  de  Educação e na  Câmara Municipal. 7

Os jovens enamorados, Jamil e Maria Salete, tinham algo mais em comum que o amor que  os uniria para sempre. Quando se conheceram, Jamil já estava intencionado a fazer Direito, sonho sonhado também por Salete. Em 1960, ambos foram aprovados no vestibular da Faculdade de Direito do Triângulo Mineiro e junto superaram as  dificuldades enfrentadas pelos estudantes da época em 1960, que tinham que trabalhar e não havia ônibus de estudantes, que são comuns hoje em dia. Fizeram o curso vago; iam  à Faculdade só para fazer provas, mas contavam  com o grande apoio de um colega e amigo Napoleão, que não os viu comemorar o jubileu de ouro da formatura. Foi para a casa do Pai há alguns anos. Ao terminar o  3º ano, Jamil requereu a Carteira de Solicitador , tornando-se assim, assíduo frequentador do Fórum local, desfrutando os sábios conselhos do juiz de Direito Dr. Eurico e do Promotor de Justiça, Dr. Theodoro. 

Maria Salete e Jamil formaram-se em  1964; no ano seguinte se casaram  e, juntos  trilharam a grande, laboriosa e incansável trajetória de 50 anos no exercício do Direito.  Um dos primeiros casos: uma Falência.  Jamil foi vereador no quadriênio 1963/1966, mas deixou a vida política para dedicar-se à carreira advocatícia.  Maria Salete, continuou no Magistério conciliando a vida de esposa, mãe e professora e, sempre que possível dava “uma mãozinha” para o marido no escritório. Neste cinquentenário de relevantes serviços prestados à comunidade, neste ano de 2015, soma-se outra data importante: as bodas de ouro da feliz união.   

 

Dr. Jamil, advogado, ex-vereador, pecuarista e, Drª. Maria Salete, advogada, professora, pais de família e que este ano completam 50 anos de casados,  deixam para os anais da história  da advocacia e a educação sacramentana um grande legado, por isso são Personalidades do Ano de 2014. 

 

Pastor Márcio

O Pastor Márcio Silva, da Igreja do Evangelho Quadrangular, na cidade  há dez anos na cidade,  vem se destacando pelo trabalho no combate às drogas.  Em 2012, pastor Márcio, em parceria  com membros do Ministério Maanain, de Ribeirão Preto,  trouxe à cidade o Programa, 'Impacto Antidrogas', com a duração de 26 dias de  atividades diárias em vários pontos da cidade. 

Na época, explicou ao ET: “São pessoas que entregam suas vidas em favor do próximo. Durante um ano fui fazer cursos, aprendendo a metodologia, que consiste em teatro, oficinas de música e dança, além de testemunhos. Trouxemos o  grupo para implantar aqui o projeto, porque a  sociedade culpa a família, os pais, os amigos, mas o problema das drogas vai muito além disso. Digo isso,  não é porque sou pastor, é porque a questão das drogas está acima de religião, de credos, de raças, é um problema social.  A droga se alastrou e  isso diz respeito a todos nós. Cada um tem que fazer a sua parte e juntos poderemos ter um mundo melhor”.  

E de 2012 para cá, pastor Márcio não parou mais. Reúne na sua igreja, semanalmente, dezenas de adolescentes e jovens, não apenas aqueles que vivem problemas, mas todos os que querem participar de uma vida de vivência do Evangelho. No segundo semestre do último ano, foram brindados com dois shows gospel; o primeiro com Mara Maravilha, o segundo, com Robinson Monteiro. 

 

Na visão do pastor, é preciso investir nos jovens e adolescentes para que tenhamos adultos mais responsáveis, cristãos comprometidos com a cidadania e os deveres e respeito para com a comunidade e a sociedade. “O jovem tem força, é barulhento, gosta de música, de alegria e é muito receptivo naquilo de que gostam, então, quanto mais nos empenhamos em prol de um objetivo mais vamos atingi-los. Tanto é que a partir de 2015, vamos ter cultos separados só para eles. Não podemos tirar essa alegria que é inerente do jovem”, relatou.  

Os jovens usavam camisetas com a inscrição “GeraForte”, usada no encontro de jovens evangélicos, realizado em Uberaba, em dezembro, e que reuniu cerca de 1500 jovens de dez cidades da região. Pastor Márcio é o Coordenador Regional da Juventude e tem dois projetos a serem desenvolvidos na cidade direcionados à juventude neste ano de 2015. 

Mineiro da capital,  é casado há 21 anos com Ana Paula, pais de três filhos, Marlon Pedro (20), Ana Mariane (17) e Ana Márcia (15). Pelo seu trabalho na cidade em prol dos jovens, pastor Márcio é Personalidade do Ano de 2014.  

Pe. Sérgio Márcio e Amir Jacób
O trabalho do pároco, Pe. Sérgio Márcio de Oliveira e do advogado Amir Salomão Jacob culminou no reconhecimento e coroação da padroeira da cidade, Na. Sra. do Patrocínio do Santíssimo Sacramento pela Santa Sé, na lista dos títulos oferecidos a Maria, e na elevação da Matriz de Na. Sra. do Patrocínio do Santíssimo Sacramento à Basílica do Santíssimo Sacramento Apresentado pelo Patrocínio de Maria. 
Padre Sérgio assumiu a paróquia mãe da cidade em 31 de janeiro de 2013 e chegou a Sacramento trazendo na bagagem a formação salesiana e as experiências adquiridas nos 17 anos à frente de  três paróquias da  Arquidiocese de Uberaba. O pároco chegou à cidade num momento importante, qual seja, o resgate histórico do verdadeiro nome da Paróquia, por seu antecessor, Monsenhor Valmir Aparecido Ribeiro. 
Com o imprescindível apoio do advogado e escritor Amir Salomão Jacób, Pe. Sérgio deu continuidade à historicidade recuperada, com dois fatos de extrema relevância: o título de Na. Sra. do Patrocínio do Santíssimo Sacramento foi reconhecido pelo Vaticano e a Matriz se tornou Basílica. 
A título da padroeira da cidade entrou assim para o catálogo dos Santos da Igreja Católica e para coroar ainda mais a história da paróquia, no dia 24 de agosto de 2013, data do aniversário da cidade, Pe. Sérgio Márcio cumpriu o Decreto Episcopal nº 2, de 29 de setembro de 2012, assinado pelo arcebispo dom Paulo Mendes Peixoto, ainda no vicariato de Mons. Valmir, que resgatava então o verdadeiro nome da paróquia  para  'Paróquia do Santíssimo Sacramento Apresentado pelo Patrocínio de Maria'.
No mesmo ano, no dia 29 de setembro, dia de São Miguel, padre Sérgio retornou o Sacrário para o centro do presbitério. E, sem descuidar da parte litúrgica, evangelização, as atividades diárias e pastorais da paróquia, ao lado de Amir Jacob que, pela sua paixão pela cidade e sua história, poderíamos defini-lo como 'o mais sacramentano dos  sacramentanos', continua a laboriosa tarefa pastoral. Uma dessas realizações seria conseguir o título de Basílica para nossa matriz mãe, cujo 'pontapé' inicial foi dado pelo então vigário, Pe. Gil Barreto Ribeiro, nos anos 1970. E outro, a coroação pontifícia da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Patrocínio do Santíssimo Sacramento, até então só conhecida em Sacramento, portanto inédita no mundo. Por que não tentar? 
Ainda em 2013, com total anuência do arcebispo metropolitano, Padre Sérgio e Amir, então,  arregaçaram as mangas e foram em frente. O primeiro passo foi buscar o apoio do cardeal-arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno Assis, que logo abraçou a causa  e, pessoalmente, levou ao Papa  os ofícios de pedido da Basílica e da coroação da imagem. Viagens, emails, telefonemas e orações foram muitas, até que os sonhos começaram a se realizar: primeiro a confirmação da coroação pontifícia, através de Decreto Papal, assinado no dia 8 de abril de 2014. 
Em seguida, a chegada de um questionário solicitando dados históricos e do funcionamento da paróquia,  levantamento de mobiliário,  publicações acerca da paróquia dentre outros,  para ser respondido e enviado a Roma para a concessão do título. Mais uma vez, Amir e Pe. Sérgio se debruçaram sobre o  trabalho,  contando inclusive com a ajuda do professor e escritor conquistense, Dimas da Cruz Oliveira, na  tradução para o  latim. Tudo foi enviado a Roma, restava esperar...
Nesse ínterim, um atentado contra as imagens sacras da Matriz levou ambos a buscar recursos para a recuperação das imagens depredadas no dia 18 de julho de 2014. E foi nesse burburinho que, no dia 4 de outubro de 2014, a cidade foi surpreendida pelo badalar incessante dos sinos por volta das 16h: a Paróquia do Santíssimo Sacramento Apresentado pelo Patrocínio de Maria tornava-se Basílica, a primeira da arquidiocese de Uberaba e uma bênção para Sacramento e toda a região. 
Agora, uma comissão presidida por Amir Jacób trabalha a todo vapor para as reformas e adequações do templo para a instalação da Basílica e coração da padroeira, previstas para o dia 31 de maio. 
Pelo zelo apostólico, por todo o trabalho em prol da cidade, dos católicos, da história  e pelos objetivos alcançados, o pároco, Pe. Sérgio Márcio de Oliveira e o advogado Amir  Salomão Jacob são Personalidades do Ano de 2014.
(Fontes: Arquivos ET)