Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Há 25 anos moradores pedem postes e iluminação

Edição nº 1418 - 13 Junho 2014

O prefeito Bruno Scalon Cordeiro comemorou esta semana, com vários banners espalhados pela cidade, o assentamento de 44 postes com luminárias em ruas de vários bairros: “Após anos de espera, Sacramento tem seu sorriso iluminado. Prefeitura atende solicitação da população e entrega iluminação dessa via pública”. 

Para alegria da população que sofria com a escuridão foram iluminadas, trechos das ruas Carlos Ulleman, José Rezende Cunha, Álvaro Gonçalves de Almeida, Manuel Martins, Toffe Mendes, José Pandó, Belém do Pará, João do Patrocínio Miguel e no Cipó (Vila Rio Grande), mas deixou um trecho da rua Antônio Pedro dos Santos, no Chafariz, no escuro.

Segundo a placa colocada desde o ano passado naquela via pública, a espera já dura  25 anos. De acordo com moradores vizinhos aos terrenos, a iluminação faz falta, porque o movimento de transeuntes é constante. “A gente chega à noite da escola, da faculdade, a primeira coisa que se avista é a escuridão próxima ás nossas casas. Eu não passo por ali, mas muita gente passa”. 

Para os moradores a comemoração do prefeito Bruno Cordeiro, através das mensagens afixadas nos postes, contrasta com a afirmação da placa na rua Antônio Pedro dos Santos, que há 25 anos pedem poste e iluminação enquanto outras ruas, recém abertas, ganharam a benfeitoria.

Já na Câmara Municipal, os banners dependurados nos postes foram alvo de crítica por parte dos vereadores, Matheus Bizinoto e Márcio Marzola. “É obrigação de qualquer  prefeito atender as reivindicação da população. Mas aí vem a crítica 'que os outros prefeitos deveriam ter feito. Não tem isso! Se os outros não fizeram, o próximo tem que fazer e pare de ficar cutucando! Não sou contra a divulgação, mas sem ofensas”, lamentou Bizinotto.

Para Marzola, o banner representa “uma afronta à população, pois o prefeito Bruno está usando lema de campanha para satirizar quem não votou nele. É bom lembrar que depois que termina a eleição às 17h, o que a Lei determina é que o vencedor da eleição não é vencedor apenas de quem votou nele. Esse tipo de faixa é de um mau gosto tremendo, porque nas ruas moram pessoas eleitores do que ganha e dos  perdem, isso é falta de respeito com as pessoas. Há pessoas na prefeitura que ficam só por essa conta, de plantar discórdia e enfrentamento entre a população”, lamentou.

O vereador Rafael Scalon Cordeiro defendeu a necessidade de divulgação das ações do prefeito. “É obrigação do prefeito, sim, divulgar seus atos. E acho que ele não foi desrespeitoso com ninguém, apenas disse que a rua foi iluminada a pedido dos moradores. Muitos falam, principalmente nas redes sociais, antes de as cosias ficarem prontas. Depois de prontas se calam, então a prefeitura tem que divulgar”, disse.