Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Balé do Sesiminas encerra Mês Cultural do Scala

Edição nº 1439 - 07 Novembro 2014

A Cia de Dança do Sesiminas com o balé, 'Lago do Brasil', fechou com chave de ouro o Outubro Cultural, promovido pelo Laticínios Scala, entregando a Sacramento um grande presente, no ano em que comemora o seu cinquentenário. 

O público lotou a Casa da Cultura Sérgio Pacheco para prestigiar os 16 bailarinos da Escola de Dança do Sesiminas, na noite do sábado, dia 1º, e não faltaram emoções e muitos elogios para o melhor espetáculo de dança já visto pela cidade. 

A apresentação em Sacramento foi composta de duas partes. A primeira com duas peças do clássico, 'Napoli', do coreógrafo Bournoville; 'Suíte de Dom Quixote', de Marius Petipa e quadros do repertório acadêmico como o inédito 'Pas de Quatre Fresh'. “Um espetáculo digno de cidade grande”, definiram muitos, mas o ET discorda para reconhecer: “Um espetáculo digno de Sacramento e dos amantes da boa cultura e da boa arte”. Que venham outros eventos da mesma natureza, o público agradece e parabeniza a empresa pela iniciativa. Bravo!!

O espetáculo tem na direção artística, Cristina Helena; na supervisão técnica, Márcio Melo; Marco Elias é o instrutor de dança ensaiador; figurinista, Sandra Moreira; arranjo musical, Sérgio Dual; cenários, Joaquim Agostinho Pereira e um grande grupo de bailarinos. Primeiros bailarinos: Paula Assis, Ruth Vespermann, Tais Diana, Tauler Abraão. Solistas: Anna Paula Mamede e Lucas Leite. Corifeus: Celson Rafael, Edésio Nunes, Jonathan de Paula e Talita Trindade e o corpo de baile com Beatriz Abreu, Beatriz Póvoas, Hellora Boaventura e Mirlene Viana.

Foram 21 apresentações nos palcos da cidade e escolas urbanas e rurais. Sob o patrocínio do Laticínio Scala, o projeto, idealizado pelo setor de RH da empresa, através de incentivos da Lei Rouanet, foi montado e dirigido pela Tri Ciclo Espetáculos, através de Lívia Ferolla, na direção geral, e Cynthia Verçosa, na direção artística e coordenação. 

Iniciando-se com a Orquestra Homero Barreto, regida por Jeziel Paiva, na praça Getúlio Vargas, o Mês Cultural, com a primeira apresentação já deu mostras de ser um grande projeto artístico. Na verdade, a cidade nunca assistiu a uma temporada de arte semelhante; Jeziel Paiva retorna à cidade na semana seguinte para apresentar no palco da Escola Eurípedes Barsanulfo e na Praça de Salitre de Minas, onde está sediada a Unidade III da Scala, o tema, 'Travessia: Do romanceiro a Zé Coco do Riachão'.

Os espetáculos prosseguem nas semanas seguintes, com o divertidíssimo monólogo da artista Cida Mendes, 'Concessa Tecendo Prosa'; depois, cinco dias de teatro infantil nas escolas da cidade e zona rural, numa interação maravilhosa com os alunos vivendo as peripécias na peça, 'Vamos brincar de brincar'; a penúltima apresentação também foi um show aplaudidíssimo pelo público, com a atriz global Dig Dutra, do Zorra Total, no monólogo, 'Se eu vou sobreviver? Não sei...'. Bravo!!

(Veja entrevista nesta edição)

 

A empresa considera que seu objetivo de incentivar a educação e arte foi plenamente atendido com a participação expressiva dos moradores de Sacramento e região prestigiando cada espetáculo.