Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1771 - 26 de Março de 2021

Sak's, 25 anos fabricando sucesso

Edição nº 1376 - 23 Agosto 2013

A Sak´s completou 25 anos no último 4 de agosto. Nessa jornada, encontramos uma  história muito rica que poderia ser resumida em três palavras: persistência, trabalho e dedicação de um jovem empresário, José Renato Marques, 48, que, aos 23 anos, deixou a profissão de bancário em São Paulo e seguiu na escola da vida, fazendo jus às palavras da poetisa Cora Coralina: “Todos estamos matriculados na escola da vida, onde o mestre é o tempo”. 

Um pequeno galpão na rua Aramis Ribeiro abrigou a pequena empresa que nascia em 1988, em sociedade com o irmão, Jackson Marques, sob a razão social de Sak´s Comércio & Confecções Ltda. Dois anos depois, em 1990, a empresa se transferiu para um galpão maior, na rua Jácomo Pavanelli, no bairro Residencial Alvorada. 

Cinco anos depois, em 1995, já como único proprietário, enfrentou um ano decisivo, com a Sak's perdendo 100% do mercado varejista brasileiro, por conta da importação de produtos muito baratos da China. A partir desse fato, surge a ideia de partir para o mercado promocional, onde permanece até os dias atuais.

Hoje, José Renato tem muito orgulho em dizer que a Sak´s é a única empresa na América Latina homologada pela Coca Cola em Atlanta e, também, pela Fifa, tornando-se fornecedora oficial de todos os patrocinadores da Copa do Mundo. Seus produtos estão presentes na maioria dos eventos esportivos nacionais e até internacionais.

O crescimento da empresa seguiu vertiginoso, dando lugar a outros sonhos. Um deles a sede própria, inaugurada em 2006. Uma obra realizada visando as novas tecnologias de produção e o bem estar dos seus funcionários, colocando a Sak's no ranking das indústrias de brindes promocionais mais modernas do país, com 100% de seu equipamento eletrônico. 

E vencendo planos econômicos e crises, o empresário foi investindo em outros projetos, dando vida a novas  unidades: Artminas, em Sacramento; Sak´s Bolsas, em Franca; Pedboll, em Pedregulho; e Multibag em Uberaba, e outra unidade em Jeriquara, gerando mais  e mais empregos, trabalho e qualidade de vida aos seus funcionários.

A história da Sak´s vai além da fabricação de bolsas e brindes promocionais. Dela faz parte também a ação social, a prática da caridade como forma de ajudar a fazer a felicidade de seu semelhante. Com apoio dos funcionários, José Renato lançou em 1998, seu primeiro projeto assistencial:  'Campanha Natal da Fartura', proporcionando, a partir de então, durante 14 anos, mais alegria a milhares de famílias, com a doação de cestas básicas, a cada final de ano.

O coração da empresa pulsou também além das nossas fronteiras, fazendo cumprir a máxima do “fazer o bem sem olhar a quem”. Para isso, organizou várias campanhas para levar alimentos e roupas para os flagelados das enchentes de Santa Catarina e Rio de Janeiro.

Mas o grande investimento no ser humano ainda estava por vir: Ele nasceu com o projeto 'Heróis do Futuro', que ganhou vida em 2010, pela certeza de que a vida é feita de oportunidades. Assim, para garantir a tranquilidade dos funcionários, seus filhos passaram a ter formação integral dentro da própria empresa, garantindo-lhes o primeiro emprego. 

Em 2012, mais um projeto assistencial, o da formação técnica de presidiários, da Cadeia Pública de Sacramento. Mais uma vez acreditando no potencial humano, a Sak's inicia outro grande investimento: a escola e trabalho de costura para os detentos da Cadeia Pública da cidade, contribuindo, assim, com a sua ressocialização.

José Renato lutou, trabalhou, venceu barreiras, conquistou o seu espaço. E hoje, pode, com orgulho, colher os frutos ao lado dos filhos, Gabriella, Caroline e Victor e de todos os seus funcionários, e dizer, como sempre faz: 

“Sou grato a todas essas pessoas que passaram e passam pela empresa. Mas, principalmente, a Deus, pela força, pela fé e pela vontade de servir ao próximo. Nos 25 anos de Sak's, brindo também com muito orgulho e gratidão, os 193 anos de Sacramento”.

 

Eles escrevem a história... 

 

“Cheguei a Sak's através de minha mãe, Ivanda de Jesus, que já costurava para a empresa como autônoma e conseguiu uma vaga para mim. Éramos poucos funcionários, cerca de  dez pessoas e eu pude acompanhar toda a trajetória de empresa. São 25 anos aprendendo, relacionando e fazendo amizades... uma família.  Tudo o que sei hoje, aprendi aqui e vejo que isso  é uma forma de  valorizar o emprego e a própria empresa. Ao lembrar de tudo isso, que comecei levando serviço para as costureiras de bicicleta, tenho que agradecer  a Deus pela oportunidade e à empresa por tudo que aprendi”. (Leonardo Bernardes da Silva, 35)   

 

“Quase metade da minha vida foi dentro da Sak´s, aliás, eu e José Renato praticamente cresceram juntos. Minha mãe foi 'mãe de leite' do seu irmão, Jackson. Comecei na empresa como serviços gerais, mas fiz muitos serviços diferentes, até de mecânico e por um bom tempo trabalhei como motorista. E valeu muito a pena. Se fosse ruim, eu não estaria lá até hoje. Meu filho começou no Heróis do Futuro e está lá há três anos como funcionário. Agradeço muito a Deus por este trabalho, ao Zé Renato pela amizade. Enfim, por tudo o que consegui, graças a esse trabalho”. (Waldir Dinizete Borges, 52, contabiliza 23 anos de serviço na Sak´s) 

 

“Comecei, posso dizer, no início da Sak´s... E lá se vão 24 anos, dá uma história.  Vou trabalhar até o final do ano e parar, mas posso dizer que foi uma boa experiência, pude formar meus dois filhos, Jeane e Jean, ela gestora financeira, e ele formou é engenheiro civil. Encaro esse tempo como uma missão e uma lição de vida muito boa, fiz muitas amizade, aprendi muito. Se fosse pra começar hoje, faria tudo novamente, mas agora é tempo de parar. Sei que vou sentir falta, porque passo o dia todo na empresa. Tenho a  Sak´s como se fosse membro da minha família. E sou muito agradecida por tudo”. (M. de Lourdes, lotada na ArtMinas)

 

“Comecei costurando bolsas, em Conquista, onde morava, até me mudar para Sacramento e entrar na empresa. Tenho quatro filhos e quando comecei a mais nova tinha cinco anos, hoje duas trabalham na empresa. Foi um tempo muito bom e proveitoso. Tenho muita consideração pelo José Renato por nos dar o trabalho e fico feliz porque pude ver o crescimento da Sak´s. Daquele pequeno galpão a essa maravilha de fábrica. E eu 'numa  boa', em casa, curtindo a aposentadoria. É muito gratificante”. (Maria Aparecida Rosa, aposentada em fevereiro último, depois de 25 anos de empresa)