Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1777 - 07 de Maio de 2021

Círculo Orquidófilo realiza Exposição de Orquídeas

Edição nº 1129 - 23 Novembro 2008

Sacramento sediou, entre os dias 14 a 16 últimos, no Ginásio Marquezinho, a III Exposição Nacional de Orquídeas. Reunindo expositores de 13 cidades, o evento, promovido pelo Círculo Orquidófilo de Sacramento (COS), foi a melhor exposição já realizada pelo clube na cidade. O público pôde conhecer mais de 500 orquídeas diferentes, cada uma com a sua peculiaridade, sua história, algo de encher os olhos. 

Para Reginaldo Lorenzato, presidente do Círculo, a cada ano, a Exposição cresce mais e mais e angaria na cidade novos adeptos da arte de cultivar orquídeas. “Essa é mais uma realização do COS, que começou timidamente, e hoje conta com a participação de expositores de 13 cidades do estados de Minas, Goiás e São Paulo. Este ano tivemos que mudar para um espaço maior e isso mostra o crescimento do evento, estamos satisfeitos com mais essa realização”, confessou. 

Alem da visitação e comercialização de orquídeas, o Clube promoveu também uma palestra para todos os iniciantes interessados no cultivo de orquídeas. Visitantes vieram de várias cidades da região e caravanas passaram pelo Ginásio. 

 O ponto alto do evento foi o julgamento das plantas exóticas e avançadas feito pelo presidente Reginaldo Lorenzato; Álvaro, de Araxá; e Celso, de Orlândia. E mais uma vez, Sacramento teve duas plantas premiadas, de propriedade da professora Andréia Lima Santana, que levaram os prêmios de melhor botânica e o Troféu 'Reinaldo Bizinoto', dado exclusivamente para expositores sacramentanos. 

Segundo explicou Lorenzato, a premiação em exposições de orquídeas nunca é feita em dinheiro. “Apenas a Exposição Internacional do Rio de Janeiro premia com valores em dinheiro. Nas demais, os prêmios são troféus e a valor vem na planta, porque se uma muda da planta custa R$ 10,00, com a premiação, o valor da muda passa para R$ 200,00 a R$ 500,00”, explicou. 

 

DIRETORA SÂMIA AVALIA EXPOSIÇÃO E O SEU TRABALHO

Na abertura da III Exposição Nacional de Orquídeas, o prefeito Joaquim Rosa Pinheiro esteve representado pelo secretário, Marcelino Marra Batista e a diretora do Departamento de Turismo Sâmia Borges, que enalteceram a iniciativa do COS, em organizar o evento que eleva o nome da cidade. “Com essa exposição, encerramos as nossas atividades na Prefeitura e a fechamos com chave de ouro – disse a diretora – ressaltando a importância do evento para a cidade. “A cada ano a exposição recebe mais e mais expositores e para a área de Turismo isso é importante, porque atrai visitantes e, consequentemente, gera emprego e renda”, avaliou.

 

A turismóloga, Sâmia Borges, encerra seu trabalho como Diretora de Turismo do município fazendo um balanço positivo. “Plantamos uma semente que serviu para despertar a sensibilidade da comunidade e da iniciativa privada, em relação ao Turismo. Hoje, posso afirmar que todos estão mais preparados para receber o turista. O poder público está vendo que, se a comunidade quiser, ele terá que alocar recursos para que haja o desenvolvimento. Portanto, esses quase quatro anos na área de Turismo na prefeitura, com certeza, somam positivamente, sem falsa modéstia, em meu currículo”. Sâmia Borges é graduada em Turismo e pós-graduada em EcoTurismo e tem planos futuros na área, mas não há nada concreto ainda. “Pretendo buscar novos horizontes a partir do próximo ano”, concluiu. 

 

TROFÉU “REINALDO BIZINOTO”

Reinaldo Bizinoto foi um dos primeiro orquidófilos da cidade e que teve uma morte prematura vítima da aneurisma. Hoje a mãe, Judith Bizinoto cuida das orquídeas do filho, que dá nome ao troféu oferecido apenas aos expositores sacramentanos. 

 

Reinaldo nasceu em Sacramento, em 25/07/1969, filho de Rodolfo Mauricio Bizinoto e Judith Bizinoto, gêmeo com Renato Bizinoto. Sempre viveu e estudo em Sacramento e cursou em Franca a Escola de Artes, mas a sua paixão maior era a beleza das orquídeas, sendo ele um dos pioneiros do cultivo na cidade. Renato faleceu aos 29 anos e deixou uma grande herança para a família e a cidade. Em sua homenagem, a Círculo Orquidófilo de Sacramento criou em 2006, o Troféu 'Reinaldo Bizinoto', que apesar de muito cobiçado, só é dado a orquidófilos sacramentanos.