Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1595 - 03 de Novembro de 2017

Crônicas

Discurso de Meryl Streep

Edição nº 1553 - 13 de Janeiro de 2017

 

Uma das maiores atrizes da atualidade, Meryl Streep, no palco do Globo de Ouro, ao receber o prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto da obra, fez um longo discurso endereçado a Donald Trump, presidente eleito dos Estados Unidos. Vale a pena conhecer a íntegra do texto. 

 

"Muito obrigada. Muito obrigada. Obrigada. Por favor, sentem-se. Por favor. Obrigada. Eu amo todos vocês. Vocês terão que me perdoar. Eu perdi minha voz enquanto gritava e me lamentava esta semana. E perdi minha cabeça no início deste ano, então eu preciso ler.

 

O golpe parlamentar como assalto ao bem comum

Edição nº 1552 - 06 de Janeiro de 2017

Um dos efeitos mais perversos do golpe parlamentar, destituindo com razões juridicamente questionáveis pelos juristas mais conceituados de nosso país e também do exterior, foi impor um projeto económico-social de ajustes e de modificações legais que significam um assalto ao já combalido bem comum.   O golpe foi promovido pelas oligarquias endinheiradas e anti-nacionais que usaram um parlamento de fazer vergonha por sua ausência de ética e de sentido nacional, que por ele pretendem drenar para seu proveito a maior fatia da riqueza nacional.

A cidade que queremos...

Edição nº 1552 - 06 de Janeiro de 2017

Saudações...

 “Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia; e se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, a margem de nós mesmos.”

Feliz Ano Velho...

Edição nº 1551 - 30 de Dezembro de 2016

Neste conturbado Fim de Ano, lavo minh'alma de todas as intempéries do cotidiano cometidas e sofridas para desejar de coração aberto e amargurado, um Feliz Ano Velho...

Aos responsáveis pela segurança pública e pelo índice de mais de 15 mil homicídios (latrocínios e lesões corporais seguidas de morte); aos que promoveram 45.460 estupros no país e aos que furtaram mais de 1 milhão de carros nos últimos dois anos. *

Natal em tempos de Herodes

Edição nº 1550 - 23 de Dezembro de 2016

O Natal deste ano será diferente de outros natais. Geralmente é a festa da confraternização das famílias. Para os cristãos é a celebração da divina Criança que veio para assumir nossa humanidade e fazê-la melhor.

Dom Paulo Evaristo: mestre, intelectual refinado e amigo dos pobres

Edição nº 1549 - 16 de Dezembro de 2016

Perdi um mestre, um mecenas, um protetor e um amigo entranhável. Coisas importantes vão ser ditas e escritas sobre o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, falecido hoje, dia 14 de dezembro. Não direi nada. Apenas dou apenas meu testemunho.

Dom Paulo Evaristo: mestre, intelectual refinado e amigo dos pobres

Edição nº 1549 - 16 de Dezembro de 2016

Perdi um mestre, um mecenas, um protetor e um amigo entranhável. Coisas importantes vão ser ditas e escritas sobre o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, falecido hoje, dia 14 de dezembro. Não direi nada. Apenas dou apenas meu testemunho.

É possível o PT se refazer a partir das bases

Edição nº 1548 - 09 de Dezembro de 2016

No fim de semana de 3 e 4 de dezembro coube-me viver nas cercanias de Belo Horizonte uma experiência, portadora de esperança: políticos, em sua maioria do PT, fizeram o seu 21° encontro anual para debater os caminhos da política a partir das bases e dos movimentos populares de Minas Gerais. Lá estavam prefeitos recém eleitos e dezenas de vereadores. Algo os unia: a articulação entre Fé e Política. A Fé confere uma espécie de mística de engajamento com os mais pobres (projeto de Jesus) e a Política como o campo onde se realiza tal propósito.

Um lado pouco conhecido de Fidel Castro

Edição nº 1547 - 02 de Dezembro de 2016

Cada coisa ou pessoa têm muitos lados. Como disse certa feita, cada ponto de vista é a vista de um ponto. Cada um ocupa um ponto neste planeta e na sociedade na qual está inserido. A partir deste ponto vê a realidade que este ponto permite ver. Assim que não podemos absolutizar nenhum ponto de vista como se fosse o único. É o que dá origem aos fundamentalismos e às discriminações.
Tal pensamento vale aos muitos pontos de vista que se estão fazendo da saga de Fidel Castro. Nenhum  ponto pode cobrir todas vistas.