Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1599 - 01 de Dezembro de 2017

Dia D da multivacinação de crianças e adolescentes é neste sábado (16)

Edição nº 1588 - 15 de Setembro de 2017

A Secretaria de Saúde realiza neste sábado (16), o Dia D da campanha de multivacinação de crianças e adolescentes, na UBS Aracy Lopes Pavanelli.

Com o slogan “Todo mundo unido fica mais protegido”, a campanha começou no dia 11 de setembro e segue até o dia 22 de setembro em todos os postos de vacinação. 

Cerca de 80 profissionais da saúde participam da ação, que tem como  meta  resgatar todas as crianças e adolescentes não vacinados e, com isso, iniciar ou completar os esquemas de imunização. Para a realização da Campanha, a Secretaria de Saúde capacitou toda a equipe composta por  Agentes Comunitários de Saúde (ACS), enfermeiros e técnicos de enfermagem. 

Vacinação será realizada também nas escolas.  

 

MS altera esquema vacinal

De acordo com o secretário de Saúde, Reginaldo Afonso dos Santos, este ano, o Ministério da Saúde (MS) fez alterações no esquema vacinal e, por isso,  os pais devem ir aos postos de saúde para checar se a caderneta de vacinação está em dia. 

Houve alteração nas vacinas Meningocócica C, Pneumocócica 10 Valente, Papiloma Vírus Humano (HPV), Febre Amarela e dTpa.

O reforço da vacina Meningocócica C para crianças, cujo o reforço, era administrado aos 12 meses,  As duas primeiras doses continuam aos 3 e 5 meses. E a novidade é o reforço para adolescentes de 12 a 13 anos. 

Na vacina Pneumocócica 10 Valente para crianças houve redução nas doses. Agora são duas aos dois e quatro meses e reforço aos 12 meses, podendo ser estendido até os quatro anos. 

A vacina contra Febre Amarela também, a partir de agora, basta apenas uma dose para todas as faixas etárias. Também  a vacinação contra o HPV, para crianças e adolescentes, houve diminuição nas doses, antes eram  três, agora são  duas doses, com intervalo de seis meses entre elas, para meninas saudáveis de 9 a 14 anos. O MS ressalta que a proteção só acontece com o esquema completo após duas doses. Houve ainda a inclusão de meninos de 11 a 14 anos no calendário de vacinação contra o HPV.

Ainda, conforme o secretário Reginaldo,  as Secretarias de Saúde e de Educação realizarão uma ação conjunta de vacinação nas escolas durante a campanha e alerta: “a vacinação é um direito da criança e será ofertada gratuitamente pelo Estado, mas se a família não desejar que seu filho seja vacinado, deve se responsabilizar e manifestar-se por escrito. 

Já a vacinação contra o HPV, para crianças e adolescentes, passou de três para duas doses, com intervalo de seis meses entre elas, para meninas saudáveis de 9 a 14 anos. O ministério ressalta que a proteção só acontece com o esquema completo após duas doses. Houve ainda a inclusão de meninos de 11 a 14 anos no calendário de vacinação contra o HPV.

Para as adolescentes gestantes também está disponível uma dose da vacina dTpa, a partir da vigésima semana de gestação.