Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1595 - 03 de Novembro de 2017

Começa a campanha 'Outubro Rosa'

Edição nº 1591 - 06 de Outubro de 2017

O mês de outubro começou e juntamente com ele a campanha internacional Outubro Rosa, promovida no Brasil desde 2008, com o objetivo de divulgar informações a respeito da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Apesar de ser um câncer multifatorial, existem alguns elementos que contribuem para a aparição da doença, como os fatores endócrinos, causas ambientais como radiações, mutações genéticas e históricos de câncer de mama na família. Para identificar a doença, é necessário fazer a mamografia.

Até pouco tempo acreditava-se que só mulheres, principalmente, as com mais idade, podiam desenvolver o câncer de mama. Infelizmente esta colocação não condiz mais com a realidade. Estudos constataram que atualmente mulheres cada vez mais jovens podem sofrer a doença. E a campanha 2017 faz um alerta para as formas de prevenção da doença. A necessidade do diagnóstico precoce da doença na luta pela cura: mamografias e autoexames devem fazer parte da rotina.

 O Outubro Rosa é uma campanha internacional Para identificar a doença, é necessário fazer a mamografia, recomendada a partir dos 40 anos de idade. Mas em casa mesmo, é possível fazer o autoexame.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, o câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo e o primeiro entre as mulheres, atingindo 25% da população feminina mundial. Ele só perde para o câncer de pele. 

 Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a estimativa é de 60 mil novos casos por ano em mulheres cada vez mais jovens. Quanto mais cedo, porém, o diagnóstico, mais chances de cura. A entidade informa que, quando descoberto no início, há 95% de probabilidade de recuperação total.