Jornal O Estado do Triângulo - Sacramento
Edição nº 1595 - 03 de Novembro de 2017

Gente

Grande festa marca despedida de Vado e posse de Hermógenes

Após descerrar a fita e a placa, com o prefeito Joaquim Rosa Pinheiro, marcando a inauguração do novo salão de festas da sede do Sindicato, João Oswaldo Manzan - Vado, recebeu a primeira homenagem da noite. O seu nome, por decisão da diretoria, foi escolhido como patrono do local. Pego de surpresa, agradeceu emocionado, após a bênção do local proferida pelo pároco, Levi Fidelis Marques. "Quero agradecer a todos os diretores pela escolha do meu nome para denominar este salão, que foi uma surpresa para mim. Eu quero que vocês façam aqui grandes realizações para que nossa classe possa crescer cada dia mais. Não tenho palavras para agradecer, mas tenho um coração que agradece a todos vocês". A placa na entrada do salão, traz os nomes de João Osvaldo e demais diretores, inclusive suplentes, com a mensagem: "Desejamos que essa obra seja exemplo de força e determinação para as gerações futuras".

Sak’s escolhe Funcionário Padrão 2005

Outro ponto alto da festa da Sak's foi a apuração dos votos, através de eleição direta, realizada entre os funcionários para saber quem levaria o título 'Funcionário Padrão de 2005', nas unidades da empresa. Em Pedregulho, foi eleito, Helder de Jesus Visconti, 24, em disputa acirrada. Também apertada foi a vitória de Zarim, Belizário Pereira Neto, como Funcionário Padrão da Sak's, de Sacramento, que recebeu o prêmio das mãos de José Renato. Emocionado, depois de agradecer a homenagem, Zarim dedicou o prêmio a todos os colegas. "Essa placa não é só minha, é de todos vocês".

Um pouquinho de Pe. Eugênio

Padre Eugênio Antônio Bisinoto nasceu em Conquista, em 1961. Ainda criança, udou-se para Sacramento. Em 1977, ingressou no Seminário Santíssimo Redentor em Sacramento. Professou os votos na Congregação do Santíssimo Redentor em 1986, na cidade de Tiete (SP). Ordenou-se presbítero em 1993, em Sacramento.

Nos 12 anos de vida sacerdotal, trabalhou como formador nos seminários Santíssimo Redentor, em Sacramento e Santo Afonso, em Aparecida. Trabalhou na pastoral do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida e desde 2003, é vigário paroquial da Paróquia Nossa Senhora Conceição Aparecida, em Aparecida.

Seminário Regional Afro Brasileiro

A cidade de Ituiutaba sediou nos dias 8 a 10 de novembro o I Seminário Regional Afro-Brasileiro, Pólo do Triângulo, com o tema, 'Reescrever a história Valorização da Cultura Afro-Brasileira nas Escolas de Minas', cujo objetivo foi "repensar a prática e a consciência de que a cidadania se constrói com a tradição de um povo e, mais do que se possa imaginar, o povo negro tem uma tradição de cultura e trabalho prestado a sociedade, que nada e ninguém pode negar".

O Seminário Regional, realizado pela SER de Ituiutaba, contou com a presença e apoio da prefeitura daquela cidade, Secretária do Estado de Educação e mais 11 parcerias. Mais de 300 representantes de 83 cidades estiveram presentes. De Sacramento estiveram participando, a professora Luzia Maria do Nascimento, supervisora pedagógica da EE Sinhana Borges, representando as escolas estaduais de Sacramento; e Celma da Silva e Souza, diretora da Escola Municipal de Quenta Sol, representando as escolas municipais, que também representaram a cidade no desfile de trajes típicos.

João Oswaldo conta sua vida - Continuação -

ET - O cargo de presidente do Sindicato é remunerado?
J.O. - É remunerado com até três salários, mas isso não foi criado pelo sindicato. Isso veio da Federação Mineira de Agricultura - Faemg, e existe desde 1993. Estou no sindicato todas as manhãs, estou sempre pronto para o que precisar e não é pelo dinheiro, porque antes o cargo não era remunerado e tem que ser aprovado em Assembléia!.

ET - Setores, principalmente da direita, criticam muito o fato do presidente Lula não ter uma formação acadêmica... Você acha que a falta de estudos atrapalhou a sua atuação no Sindicato?

João Oswaldo conta sua vida

João Osvaldo Manzan é conquistense nato, mas um apaixonado por Sacramento, até que lhe veio o título honorífico de 'Filho da Terra', sem antes viver o constrangimento de ter o seu nome negado pela câmara. Nasceu na zona rural, na região da Mumbuca/Santa Maria, no dia 24 de janeiro de 1945. Filho de José Manzan e Petronildes Urbano Manzam. É o quinto dos sete filhos do casal, e tem mais quatro irmãos, do primeiro casamento do pai. Foi ali, nas terras férteis da Santa Maria que deu os primeiros passos, cresceu, iniciou nas lides rurais e fez os primeiros estudos. Mas os estudos foram poucos. João, na realidade, aprendeu com a universidade da vida, e tornou-se um grande homem, como poucos. Foi roceiro, sapateiro, diretor de clube de futebol e sindicalista ligado aos produtores rurais... Ao deixar o Sindicato, João recebeu os repórteres Maria Elena de Jesus e Walmor Júlio Silva para uma entrevista.

Antonio do Cartório recebe medalha 'Desembargador Helio Costa'


Antonio Alves Araújo, o Sr. Antonio do Cartório, escrivão judicial aposentado, foi agraciado com a medalha 'Desembargador Helio Costa', em solenidade realizada no Fórum Magalhães Drummond, em Sacramento, no último dia 13 de dezembro.

A outorga da Medalha 'Desembargador Helio Costa é realizada bimestralmente nas comarcas do Estado de Minas Gerais, visando homenagear o trabalho meritório do Desembargador Helio Costa, integrar o Poder Judiciário com a comunidade local, divulgando os relevantes serviços prestados pelo agraciado ao Judiciário e promover uma efetiva comemoração do Dia da Justiça, que se comemora no dia 8 de dezembro.

21 anos do Bar do Pavini no Posto Santo Antonio


José Alberto Pavini, 54, é proprietário do Bar do Pavini que funciona há 21 anos anexo ao Posto Santo Antonio. "Comecei em 1969 na lanchonete do João Zago, aí comecei a aprender a fazer salgados.

Em 6 de junho de 1984 mudei para o posto Santo Antonio e estou aqui durante todos esses anos", contou. Ao atingir a maioridade, a velha lanchonete vai ceder lugar a uma moderna Loja de Conveniência, um novo espaço criado pelos postos de venda de combustível. "Vou agora administrar a Loja de Conveniência com salgados, o tradicional pão-de-queijo e mais centenas de itens procurados pelos clientes", informou Pavini, que há 36 anos trabalha no comércio.